Araújo já era

O ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo, já era. Sua participação ontem (24) no senado foi palco de pede para sair de deputados, senadores e representantes de bancadas empresariais.

Sem nenhum tipo de pragmatismo e esbanjando uma ideologia juvenil, Araújo conseguiu se indispor com China e EUA ao mesmo tempo. Com um agravante, sem boa relação com a China, sem vacina, já que praticamente tudo no âmbito de saúde é produzido por lá.

A base de apoio do governo quer a cabeça e o cargo do chanceler.

Deixe um Comentário