Bolsonaro distribuiu 1,3 bilhão em emendas para tentar aprovar a Pec do Voto Impresso

A PEC do Voto Impresso foi recusada na câmara esta semana, mas chamou atenção a mudança de placar. Foram 229 votos a favor e 218 contrários. Não mais do que de repente, até parlamentares de oposição votaram pela mudança.

A explicação surgiu. Dias antes da Câmara se manifestar, além de uma ampla rede de assédio e ameaças contra os parlamentares, pelas redes sociais, telefone e vias presenciais, o governo federal distribuiu 1,3 bilhão em emendas parlamentares. O pagamento está amplamente publicado na imprensa nacional.

Deixe um Comentário