Bolsonaro pune os governadores nordestinos com a retirada de recursos para os seus estados

A notícia publicada pelo painel da Folha de São Paulo (leia aqui), deveria mobilizar toda a sociedade em prol do questionamento do presidente Bolsonaro e seus apoiadores. A mudança de critério – uma cartada de última hora – na distribuição de recursos da cessão onerosa retirará, apenas do Rio Grande do Norte, cerca de 140 milhões de reais.

Será dado mais aos estados mais ricos do sul e do sudeste. O nordeste será prejudicado. A atitude pouco republicana, digamos assim, é uma punição pelo não alinhamento automático dos governadores da região com o presidente. Para enfraquecer políticos da oposição, Bolsonaro ataca todos os cidadãos nordestinos.

O RN pretende utilizar tal verba para aplacar sua dívida salarial com os servidores. Com o extra mais magro, a tarefa se tornará obviamente mais difícil.

Deixe um Comentário