Bolsonaro tenta blindar Pazuello em sua saída para proteger seu governo

O presidente Jair Bolsonaro estuda, conforme matéria veiculada pela CNN Brasil, criar um ministério extraordinário para Eduardo Pazuello. Seria uma forma de blindá-lo após sua saída do ministério da saúde, dando-lhe foro privilegiado.

Bolsonaro sabe que, uma vez não mais ministro, Pazuello será alvo de muitas ações e que isto exporá toda a lambança que o presidente produziu na gestão da pandemia. Proteger Pazuello é erguer barricadas contra a atual gestão.

Deixe um Comentário