Bolsonaro usará veto contra lei do abuso de autoridade para nomear o novo PGR

Está no Estadão. O presidente Jair Bolsonaro irá aproveitar o veto que fará contra a lei de abuso de autoridade para nomear o novo procurador geral da república, que irá substituir Raquel Dodge.

A estratégia é atender a sua base social e parlamentar com o veto da lei do abuso e, dessa forma, ganhar espaço para nomear o próximo PGR.

Bolsonaro prometeu mencionar o nome do novo procurador até o dia 7. Há indicações de que ele não seguirá a lista tríplice votada pelos membros do MPF.

Deixe um Comentário