Ciro Nogueira usa a falsa separação do “bolsonarista sensato” para defender o presidente; ele será traído pelos fatos

O novo chefe da casa civil, Ciro Nogueira, foi ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, defender o falso argumento do típico bolsonarista que tenta se apresentar como sensato. É uma retórica que é encontrada entre os extremistas que tentam se impor como bem pensantes moderados. Segundo ele, o governo é normal e democrático e deve ser separado das falas políticas do presidente.

O presidente Jair Bolsonaro, conforme a lógica, seria um presidente que respeita a institucionalidade. E suas falas seriam apenas para agitar sua base, mas não teriam consequências concretas.

Além do que sai da boca de um presidente ter desdobramentos objetivos, o desmonte dos entes de controle (MP, Receita, etc), o que Bolsonaro fez na Pandemia e o modo populista com que administra o país não são questões apenas de discurso.

O bolsonarista que busca se mostrar sensato carrega uma tarefa gigantesca pela frente – defender o presidente apesar de tudo o que o presidente fala e faz. A dissonância cognitiva acaba por ficar escancarada. Óbvio que Nogueira e sua laranjada serão desmentidos pelos fatos.

Deixe um Comentário