Com que roupa você vai para o CarnaGolpe de Bolsonaro?

A questão não é mais se o presidente em busca da reeleição Jair Bolsonaro tentará melar o processo eleitoral. A ação já está em campo há bastante tempo. Sua palestra (sic) hoje para embaixadores convidados, em que espalhou fake news sobre as urnas eletrônicas, foi apenas mais um episódio. O ponto é saber se ele vai conseguir algo e o que pleiteia exatamente.

A associação dos juízes federais, o TSE, o STF, candidatos à presidência e o presidente do congresso Rodrigo Pacheco reafirmaram a confiança no processo eleitoral. O dado também já foi enfatizado por organismos internacionais e outras nações. A imprensa internacional e agora os jornais brasileiros já chamam a incursão pelo nome – golpe.

Falta a Bolsonaro o principal numa competição democrática – voto. Ele segue atrás nas pesquisas. Além disso, a correlação de forças não permite ao dito cujo quebrar a ordem democrática. Mas isto não significa dizer que não será capaz de fazer estrago.

Mas e aí, caro leitor. Você vai para o CarnaGolpe? Trata-se de uma possibilidade concreta para quem tomou ivermectina contra covid, fecha os olhos para o modo como o orçamento foi entregue aos parlamentares e desconsidera o estrago bolsonarista contra o estado de direito. O que seria endossar um golpe diante da gestão cloroquina?

Caso apareça na passeata pouco original do golpista, caro leitor, sugiro assinar já de pronto o site Brasil paralelo, pois passará o resto da vida inventando histórias e alimentando conspirações para aliviar o que fará no próximo verão. É assim que pacifica a alma os que marcharam pela mesma razão em 64.

Deixe um Comentário