Constatação do tratoraço pela CGU terá consequências na política do RN

A Controladoria Geral da União (CGU) apontou sobrepreço de R$ 142 milhões em 115 convênios, além de renegociar uma licitação na aquisição de lotes bilionária, no que se convenciou chamar de “tratoraço”, um esquema de emendas secretas dadas pelo governo a parlamentares de sua base, através de Ministério de Desenvolvimento Regional. Leia a notícia aqui.

O cancelamento de convênios terá consequências na política local. O ministro da pasta, Rogério Marinho, articulava com deputados e prefeitos do RN, através de tal orçamento, suas viabilidades eleitorais para 2022. Seu nome era ventilado para o governo e para o senado. Após o cancelamento, Marinho terá de rever seus acordos e enfrentará dificuldades para manter seus apoiadores.

Deixe um Comentário