Cotas na publicidade para pessoas com deficiência são aprovadas em Natal

Representatividade importa, inclusive na propaganda. Essa foi o entendimento que a Câmara Municipal de Natal teve ontem, 03, na sessão que marcou a aprovação da lei de autoria da vereadora Divaneide Basílio (PT-Natal), que estabelece cota de 5% de Pessoas com Deficiência nas peças publicitárias do município de Natal, incluindo órgãos da administração pública direta e indireta.

Para parlamentar propositora, que é mãe de um filho com síndrome de Down e compõe a Comissão de Pessoa com Deficiência da Câmara Municipal, “a matéria aprovada garante identidade, representatividade e inclusão. Ver as pessoas com deficiência nas peças publicitárias é uma ação central do direito de existir, de ser parte e de ser reconhecido”.

“Ter a cota de pessoas na publicidade é dar visibilidade a uma significativa parcela da sociedade que é socialmente educada a se esconder. As pessoas precisam entender que nós somos muitos e somos normais. Queremos e podemos ser vistos como parte integrante da sociedade”, opinou Daniel Silva, ativista dos direitos das pessoas com deficiência, artista e bailarino.

A matéria segue para o Executivo, que tem um prazo médio de 15 dias para sancionar ou vetar o texto.

Deixe um Comentário