CPI da Covid-19 questiona Ernesto Araújo sobre outra recusa de compra de vacina, esta menos conhecida dos brasileiros

O senador Renan Calheiros, relator da Cpi da Covid-19, abordou outra recusa de vacina pelo governo federal, esta menos conhecida dos brasileiros. A negativa de compra da pfizer ficou mais na memória de todos, dado o modo com que o assunto foi repetido na esfera pública. Outros senadores também questionaram o ministro das relações exteriores sobre o assunto, que disse que seguiu o ministério da saúde.

O Brasil botou boneco, como a gente diz por aqui, para entrar no consórcio da Organização da Mundial de Saúde para aquisição de vacinas, o chamado consórcio covax. O ministro das relações exteriores dificultou nossa entrada por resistência à OMS.

Após recusar duas vezes ingressar no consórcio desde abril, só entrou na última chamada (setembro) e poderia ter comprado 50% de suas necessidades e só quis 10% do quantitativo de doses.

Mais um pepino para o ex-ministro da saúde, Eduardo Pazuello, descascar. Ele será ouvido amanhã (19).

Deixe um Comentário