Diversionismo e radicalização em prol do dia 15

O presidente Jair Bolsonaro disse, em vista aos EUA, que tem provas de que a eleição de 2018 foi fraudada. Ele teria ganho já em primeiro turno.

A fake news tem dois objetivos: 1. mudar a pauta econômica, que vem atrapalhando o governo e 2. manter o ambiente radicalizado, criando atmosfera para o ato pró-governo do dia 15. Como encabeçou o movimento, Bolsonaro precisa demonstrar força.

O congresso e o STF não morderam a isca. Sequer responderam, pois sabem que o ambiente extremista é o que o presidente deseja e procura.

O nível da irresponsabilidade segue sem precedente. Em plena ameaça de epidemia do coronavírus, mobiliza até os militares no chamado e relativiza a doença, temendo o esvaziamento das ruas.

Deixe um Comentário