Do liberalismo de Guedes ao tabelamento de preços estilo Venezuela

O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro pediram o “travamento de preços” dos supermercados por dois ou três meses. Isto é, até o dia da eleição. A solicitação foi feita durante uma reunião de representantes do setor de supermercados.

O apelo à sensibilidade é uma bizarrice. Ninguém deixará de aumentar o valor dos produtos para agradar Paulo Guedes. Mas demonstra a autenticidade do liberalismo do chamado posto Ipiranga. Posto como um grande quadro do governo, termina apelando para congelamento de preço para frear a inflação. Ora, com esse papo, a Venezuela é logo ali.

É mais um sinal do desespero que tomou conta do governo. Apesar de contestar as pesquisas, se movimenta completamente em torno do que elas apontam.

Deixe um Comentário