É falso que ocorreu “superfaturamento” sobre o valor da obra de recuperação da Barragem Passagem de Traíras, diz Governo

É falso que o Governo do Estado “superfaturou” o valor da obra de recuperação da Barragem Passagem de Traíras, como afirmou em vídeo publicado em um blog local o ministro do Desenvolvimento Regional (MDR) Rogério Marinho. A obra foi orçada em R$ 21 milhões por incluir equipamentos de segurança inseridos pela empresa contratada para realizar o projeto técnico. O Governo Federal, porém, retirou esses itens da licitação, o que levou à queda considerável do orçamento.

O Governo do Estado ainda acionou o Ministério Público Federal para que consultasse a empresa contratada sobre a possibilidade de a reforma ser realizada sem os equipamentos de segurança.

Em resposta ao MPF, a empresa foi taxativa ao afirmar que não faria a alteração do projeto, uma vez que a retirada desses itens acarretava risco, que será assumido pelo DNOCS.

Portanto, não houve sobrepreço no projeto contratado pelo Governo do Estado. Houve uma redução arriscada de itens na licitação realizada pelo Governo Federal.

“Espalhando inverdades, o ministro Rogério Marinho age com desfaçatez para ludibriar a opinião pública e tentar atrair para o lugar-comum a ele um governo sério, que pauta sua atuação sem esconder orçamentos ou agir sob o fantasma da corrupção que tanto norteou a vida de gestores no passado”, diz trecho da nota divulgada pela Assessoria de Comunicação do Governo do Estado.

Deixe um Comentário