E se Dilma…

Desesperada para se reeleger tentasse queimar uma eletrobrás, pressionasse estados e municípios por um programa que baixará artificialmente o preço dos combustíveis apenas até o fim do ano eleitoral?

Se ela dissesse que não iria cumprir decisões judiciais?

O fato é que, esticando a corda, o presidente Jair Bolsonaro construiu uma ambiência pautada pela completa falta de parâmetro republicano.

O tempo é senhor da razão. E, apesar da ingenuidade por acreditar que seria reconhecida pela autonomia que deu a uma operação que atuou para retirá-la, Dilma ainda será lembrada pela sua postura republicana diante das pressões e do impeachment que sofreu.

Deixe um Comentário