Empreiteira que usa empresa de fachada esteve em reunião sem ata com ministro de Bolsonaro Rogério Marinho e Alcolumbre

Da Carta Capital – A Engefort, empreiteira que domina licitações de pavimentação no governo de Jair Bolsonaro participando da ‘disputa’ com uma empresa de fachada, se reuniu com o então titular do Ministério do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e com o ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre. A informação é da Folha de S.Paulo. As reuniões não estão registradas em atas.

De acordo com o jornal, a Engefort já recebeu cerca de 84,6 milhões de reais do governo federal, mas tem 620 milhões de reais reservados do Orçamento. A fonte dos recursos é a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, a Codevasf, estatal entregue por Bolsonaro ao Centrão.

Registros de agendas oficiais da Codevasf apontam 19 reuniões de representantes da Engefort com dirigentes da estatal. Em uma delas, em 28 de janeiro de 2022, Rogério Marinho estava de férias, mas se encontrou com o presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, e com Fernando Teles Antunes Neto, gerente comercial da Engefort. Moreira também recebeu, em 22 de setembro de 2021, Alcolumbre e Antunes Neto.

A Engefort foi a única empreiteira a participar de todas as licitações no Distrito Federal e nos 15 estados abrangidos pela Codevasf. Conforme os registros, ela venceu mais da metade dos pregões. Em sua maioria, concorreu sozinha ou teve a companhia da Del Construtora Ltda., uma empresa registrada por Antonio Carlos Del Castilho Júnior, irmão de Carlos Eduardo Del Castilho e Carla Cristiane Del Castilho, sócios da Engefort.

Em nota, a Codevasf afirmou que as reuniões trataram “de temas de interesse institucional e de projetos de desenvolvimento regional”. “Não há registros de ata dos compromissos indicados na demanda”, disse ainda a estatal. A direção da Engefort não se manifestou.

Deixe um Comentário