Enquanto a CPI da Arena das Dunas se arrasta sem quórum, a CPI da covid na Assembleia será anunciada em evento especial de coletiva de imprensa de Rádio e TV

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Arena das Dunas já começou. Ela partiu tímida. Hoje seria o primeiro depoimento a ser colhido, mas os deputados estaduais Tomba Faria e Coronel Azevedo faltaram. Sem quórum, zero andamento.

Esses mesmos deputados, que não trabalham nessa terça feira, são defensores da CPI da covid do RN em nome da transparência. A CPI da covid será anunciada amanhã a partir de coletiva de rádio e tv na Assembleia (leia aqui).

É uma situação no mínimo pitoresca. Conforme a controladoria Geral do Estado, há sinais de sobrepreço de 420 milhões no caso da Arena das Dunas. O passivo ficou todo nas costas da viúva, ou seja, nas suas, nas minhas, nas nossas costas. Esta CPI parece não ter muita relevância e não é digna de todas as deferências empregadas pela Assembleia da CPI da covid no RN, que será anunciada a partir de procedimento diferenciado.

A cpi da covid investigará contratos do governo do RN. Detalhe, todos eles passaram por auditoria do ministério público, do tribunal de contas do estado e do Ministério público de contas do RN. A controladoria Geral da União também não listou o RN entre os estados com compras suspeitas durante a Pandemia.

Qual a razão que alicerça o comportamento seletivo diante das duas investigações?

DIREITO DE PERGUNTA

O que fez a comissão de enfrentamento ao coronavírus da Assembleia durante toda a Pandemia? O que propuseram? O que ouviram e ecoaram? Os deputados se comportam como se não tivessem dado voz a negacionistas, tratamentos ineficazes e aberto a casa em fevereiro de 2021, em plena explosão de casos.

Deixe um Comentário