Estudo mostra que RN economizará R$ 9 bilhões se aderir à reforma da previdência

Do Blog do Barreto

O Governo do Rio Grande do Norte economizará nos próximos R$ 9 bilhões caso venha a aderir a reforma da previdência. A conta foi feita pela Rede Apoie a Reforma, uma coalização formada por mais de 80 instituições que trabalha a favor da Reforma da Previdência e tem nos seus quadros organizações como CLP – Liderança Pública, B3, Instituto Millenium, Ranking dos Políticos, CNC, Fecomercio-SP entre outros.

O estudo mostra que o déficit da previdência estadual chegou a R$ 1,7 bilhão entre 2016 e 2017, o que corresponde a 18,9% das Receitas Correntes Líquidas do Estado.

O Instituto de Previdência do Rio Grande do Norte (IPERN) tem 44 mil servidores inativos que nunca contribuíram para a previdência.

De acordo com o estudo um inativo do Rio Grande do Norte recebe em média R$ 4.700 mensais, cerca de 4% a mais do que os ativos, o que levará a uma piora considerável do gasto com pessoal.

Atualmente, de acordo a Rede Apoie a Reforma, o RN gasta cerca de 72% das receitas correntes líquidas com o pagamento da folha. Tendo em vista a idade média de 47 anos, analisada em 2017, dos servidores ativos, nos próximos anos, um percentual considerável destes irá se aposentar e pressionar ainda mais os gastos públicos.

Blog do Barreto consultou fontes do Governo do Estado que admiram que os números apresentados são bem realistas.

Além do RN, outros estados estão em situação previdenciária críticas: Alagoas, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Sergipe.

Deixe um Comentário