Fala do presidente do CFM entra para a história da pandemia e do Brasil

O portal metrópole publicou uma fala do Mauro Ribeiro, o presidente do Conselho Federal de Medicina, em diálogo com o presidente de um conselho regional através de live. Nela, Ribeiro admite que não há evidência científica para o uso da cloroquina contra covid, nem as leis que regem o conselho permitiriam a liberação do medicamento com tal fim. Porém, em nome do bom trânsito com o presidente Jair Bolsonaro e a partir de 25% dos médicos que querem receitar a droga, eles abriram uma exceção.

Lá pelas tantas, ele alega também que o diálogo aberto com Bolsonaro permitiu a paralisação da abertura de novas escolas de medicina, política iniciada no governo Dilma, que acarretaria na popularização da atividade médica no Brasil. Trata-se de uma fala para entrar para a história da pandemia e do Brasil. Em nome da reserva de mercado, o CFM endossou o cloroquinismo bolsonarista a revelia de suas consequências letais.

Deixe um Comentário