Governo enfrentará parada dura para aprovar uma reforma da previdência estadual; deputados exigirão compensações pela proximidade da eleição de 2020

Um representante do governo anunciou: estado enviará proposta de reforma da Previdência à ALRN assim que concluída votação no Congresso. Veja a matéria aqui.

Não nos enganemos. Apesar da urgência da matéria, a proximidade da eleição dificultará a operação. Alguns deputados serão candidatos em 2020. Outros querem influenciar pleitos municipais. A reforma da previdência é sempre muito dura, apesar de inadiável.

Para passar, o governo terá de abrir os cofres para liberação de emendas e orçamento e nomear indicações dos deputados estaduais. Eles irão exigir compensações para aprovar a reforma.

A ação do governo também significa o reconhecimento de que a PEC paralela no senado, que incluirá Estados e Municípios na reforma da previdência, tende a minguar.

Deixe um Comentário