Iremos de ivermectina de novo

Não foram suficientes estudos, recomendações de agências sanitárias dos principais países do mundo e da organização mundial de saúde. Enfrentaremos a segunda onda de covid 19 em Natal com ivermectina novamente.

O remédio pra verme é proibido pra covid nos EUA e na Europa. Não há estudos que atestem sua eficácia, mas o inverso é verdadeiro.

Em Natal, criou-se uma narrativa de que passamos bem pela pandemia por conta da ivermectina. Mas é falso. Basta olhar as estatísticas de mortes por 100 mil habitantes, para ver que estamos atrás de diversas capitais, inclusive de São Paulo que teve o primeiro caso primeiro do que a gente. Esses dados não são mostrados pela imprensa local, infelizmente.

Surgem, ao contrário, “estudos” de sites estrangeiros sem qualquer critério, para mostrar a eficácia da ivermectina. Médicos locais usam de suas autoridades diante de leigos como meio de validação da prática.

Também abusam de teorias conspiratórias. Alegam que ninguém quer a ivermectina no mundo porque ela é barata e não gera lucro. Por essa “lógica”, Donald Trump preferiu perder a eleição nos EUA, em decorrência da impossibilidade que ele demonstrou em debelar a pandemia, do que usar a ivermectina?! Por essa “lógica”, o mundo entrou numa crise de trilhões só pra não retirar o mísero lucro de alguns laboratórios, diante do gigantesco prejuízo gerado pela pandemia?!

Hoje, passei numa farmácia do bairro, em Parnamirim, e vi uma fila. Curioso, parei pra perguntar. Era pra comprar ivermectina.

Deixe um Comentário