Ivermectina pra covid em Natal: entre o trágico e o cômico

E aí, como tá a covid, pergunto na farmácia – diminuiu. Só um cliente comprou ivermectina.

Como não pode ser desmentido sob pena de denunciar o crime coletivo feito em Natal na pandemia, o vermífugo pra covid é algo que vai ficar assim no ar, gravitando entre o trágico e o cômico. Profissionais de saúde confidenciaram a este blogueiro que médicos ainda continuam a receitar e parte do povo a tomar.

Nunca ocorreu qualquer dúvida. Esse remédio nunca funcionou contra covid. As agências sanitárias e médicas do Brasil e do mundo não alimentaram qualquer titubeio – ivermectina mata verme. E só.

Mas a galera do vamos apresentar um paraquedas furado para forçar a abertura do comércio queria impor seu projeto – e conseguiu. Deu certo justamente porque criou o pior cenário.

Resultado: mais gente morta pela exposição desnecessária a doença e pela super lotação dos hospitais e zero efeito em termos econômicos.

A ivermectina virará a meladinha de cana, mel e limão preconizada contra a gripe espanhola. Com uma desvantagem: a ivermectina não é nada gostosa.

Deixe um Comentário