Ivermectiner e antivacina, o técnico do América tem currículo para ingressar no comitê científico de Natal e comentar pandemia na cidade

ALERTA

O Potiguar alerta! Vocês ficam espalhando e reclamando das opiniões do técnico do América recém contratado sobre vacina, ivermectina e covid e é capaz de na próxima segunda feira ele aparecer no diário oficial como nomeado para o comitê científico de Natal e ganhar um quadro sobre dicas de saúde em algum veículo local. Dado o histórico natalense, currículo ele tem.

REPRESENTATIVIDADE

O técnico do América é antivacina e ivermectiner. Ele não pode atuar em campo porque somente agora foi vacinado, uma exigência da confederação brasileira de futebol. Pela realidade é absurdo. Porém deveria facilitar sua integração ao palumbismo local. O vermífugo fez sucesso (fúnebre) em Natal e médicos antivacina tiveram toda tranquilidade e espaço pra amedrontar a população. Por esse aspecto, o espanto é injustificado.

SIÊNSIA

Vocês que estão mangando do técnico ivermectiner e antivacina do América, não sei se sabem, mas a recomendação para o uso de ivermectina, azitromicina e cloroquina contra covid elaborada pelo CRM/RN segue valendo até hoje. É a recomendação 04/2020. O texto conta com os “estudos” do francês Didier Raoult, já sabidamente fraudados. O pesquisador é processado na França.

Foi também com base nessas idéias que o Sindicato dos Médicos do RN disse que, bastava ter cloroquina, pra o isolamento se tornar supérfluo, só sendo necessário separae idosos e doentes. Então assim: as noções de saúde do técnico seguem em plena vigência em Natal e nortearam nossa resposta local à pandemia.

Por fim, já em julho de 2020 mais de 200 médicos assinaram um documento, pedindo para que o Cremern derrubasse a recomendação 04/2020. A ineficácia da cloroquina já estava provada e a descrença sobre a ivermectina era geral. Eles foram acusados pelo CRM/RN de serem contra tratar o vírus.

Deixe um Comentário