João Maia: o deputado que acha que banco deve tomar a única casa de uma família endividada

Do Blog do Barreto – Relator do Projeto de Lei 4188 que acabam com a impenhorabilidade dos imóveis únicos das famílias. A proposta em si já é revoltante porque permitirá cenas de horror que o mundo presenciou em 2008 na crise imobiliária estadunidense quando famílias foram despejadas e algumas tiveram que se virar morando em trailers.

João disse que banco sempre tem razão e que a impenhorabilidade dos bens tem um “apelo fabuloso”, mas deixam os juros altos.

Um deputado do Rio Grande do Norte falou um absurdo desses praticamente sem ser criticado. A fala foi tratada com a mais absoluta indiferença.

João Maia não falou isso por acaso. Tem uma história de alinhamento com o setor bancário e se porta como se banqueiro fosse.

Dane-se o povo, inclusive o que vota nele.

Cúmplices

Bom lembrar que na bancada do Rio Grande do Norte João tem cúmplices. Walter Alves (MDB), Benes Leocádio (UB), Carla Dickson (UB) e Beto Rosado (PP). General Girão (PL) não votou, mas pelo histórico certamente concorda com a proposta.

Só Rafael Motta (PSB) e Natália Bonavides (PT) votaram contra.

Deixe um Comentário