Lula segue com o “dedaço”

Com Temer muito mal avaliado e seus apoiadores, por associação, idem, o cenário político se desenha em prol da centro esquerda. Porém, o dedaço de Lula emperra o desenvolvimento de postulações no campo ideológico citado.

Ele já utilizou o “dedaço” uma vez, ao indicar Dilma à presidência. O resultado é conhecido.

Agora, por ainda gozar de poder, condiciona todo um espectro a ter que agir a partir de seus interesses.

Lula deve lutar para provar sua inocência e sair da cadeia? Sim, com certeza, se assim ele entender.

Ocorre que não é verdadeira a ideia, ou ao menos carece de provas no âmbito das pesquisas, que tudo só se resolverá caso ele seja solto. O que irá organizar a próxima eleição será o desgaste de Temer e de seus candidatos associados.

O “dedaço” de Lula tem funcionado assim: só há futuro para a esquerda se minha situação for resolvida. Com isso, ele vai submetendo todo a ação de um grupo em torno de uma aspiração pessoal.

Deixe um Comentário