Membros da oposição da CPI da Covid na Assembleia não participaram das sessões; com acesso irrestrito, deputados nunca entraram no sistema de contas públicas da Sesap, critica secretário de planejamento

SÓ O FILÉ

Os membros da oposição que lutaram pela CPI da Covid na Assembleia não participaram das sessões. Elas são enfadonhas e duram horas. Querem o filé: as entrevistas e a exposição na imprensa, pois 2022 é logo ali. Para gerar manchete, por exemplo, eles cobraram acesso a dados que tem desde 2020.

O relator da comissão Francisco do PT cobrou a presença dos deputados titulares, inclusive lembrando que se fosse do interesse dele, teria se ausentado e os trabalhos da CPI paralisados por ausência de quorum.

NUNCA ACESSOU

O presidente Kelps Lima, autor do pedido da quebra do sigilo das contas públicas da secretaria de saúde, tem acesso a essas contas desde o primeiro semestre de 2020. A informação foi demonstrada, através de documentos, pelo secretário de planejamento Aldemir Freire em seu twitter. Freire também mostrou que, após mais de 420 dias que tem acesso direto ao extrato das contas da sesap, Kelps nunca fez qualquer averiguação no sistema.

O QUE A COMISSÃO ENFRENTOU?

Cabe lembrar ainda que Kelps Lima foi o presidente da comissão de enfrentamento ao coronavírus, que foi formada para acompanhar contratos, políticas e ações no RN durante a pandemia. Apesar da comissão especial, não há nenhum relatório dos trabalhos ali realizados. Seria importante que o grupo de deputados disponibilizassem o que fizeram, o que enfrentaram.

POLÊMICA?

Leia essa matéria da Tribuna do Norte (aqui), que estranhamente chama tudo de “polêmica”. Não há polêmica alguma. Há informações objetivas que precisam ser apuradas e descritas. Talvez o emprego da palavra se deva ao fato de que o jornal errou ontem ao solenizar a quebra de sigilo de contas que qualquer criança sabe que são públicas.

TV E RÁDIO

A assembleia legislativa alterou o regimento interno, que foi aprovado por todos os parlamentares no final de 2020, e transmissões de CPI serão permitidas.

Deixe um Comentário