Mudança na calada da noite da Lei de Acesso à Informação representa grave retrocesso e porta aberta para corrupção

O presidente interino Hamilton Mourão mudou a Lei de Acesso à informação, permitindo que cargos comissionados, chefes de setor, declarem sigilo absoluto sobre dados públicos. Antes, essa prerrogativa só estava presente em algumas situações de interesse nacional para forças armadas.

A medida representa grave retrocesso e um impeditivo para que a sociedade fiscalize o estado. Será porta aberta para a corrupção.

Quando são classificados como ultra-secretos, os dados se tornam sigilosos por 25 anos.

Deixe um Comentário