O discurso de Bolsonaro na ONU seria assinado por Maduro

Em seu discurso na Organização das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro atacou as potências estrangeiras por tentarem, segundo ele, retirar a soberania do Brasil sobre a amazônia. Além disso, criticou a demarcação de terras indígenas e a mídia mundial.

Seu discurso na principal organização multilateral do mundo foi para sua base bolsonarista nacional. Foi para dentro. Nada de distensão em prol do apaziguamento em busca de novos mercados. Os seus ataques contra o chamado “globalismo” seriam tranquilamente assinados por Nicolas Maduro, o ditador venezuelano, só que ele utilizaria a palavra imperialismo. No lugar do ataque ao socialismo, o combate do capitalismo.

Deixe um Comentário