Não é contraditário cobrar que as pessoas se vacinem de um lado e apoiar o maior crítico da vacinação no Brasil do outro?

No RN, há 200 mil pessoas que não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal. A maior parte dos internados no nosso Estado por Covid-19 é de quem não quis se vacinar.

De um lado, há quem clame – com razão – para que a pessoa se vacine.

Porém, não tem como fazer campanha para que o cidadão se imunize e, em seguida, defender o presidente Jair Bolsonaro, que é o principal garoto propaganda do movimento antivacina no país.

Do blog: a avaliação deste blog é que os apoiadores de Bolsonaro, por terem interesses setoriais e ideológicos atendidos, fecham os olhos para tudo o que ele representa, o que ele foi e é capaz de fazer.

Deixe um Comentário