Num país sério, Eduardo Bolsonaro perderia o mandato

A jornalista Miriam Leitão escreveu em sua coluna o globo que o presidente Jair Bolsonaro é inimigo confesso da democracia. Após seu texto, o deputado federal Eduardo Bolsonaro resolveu confirmar o que Miriam afirmou. Ele fez chacota no twitter com a tortura sofrida por ela durante a ditadura.

Em 1972, Miriam Leitão foi deixada sem roupa num porão pelo governo ditatorial, após ter sido torturada, com uma cobra.

Num país sério, em que há respeito pela democracia e pela memória, Eduardo Bolsonaro perderia o mandato.

Deixe um Comentário