O caso Daniel Silveira pode ser um momento de virada

Após fazer vídeo chamando membros do STF de ladrão, vendedores de sentença e outras peripécias, Daniel Silveira, deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro, foi preso. O plenário do supremo manteve a decisão do ministro Alexandre de Morais por 11 x 0.

É uma ação que já deveria ter ocorrido no passado, quando um então deputado federal, Jair Bolsonaro, homenageou o torturador Brilhante Ustra em plenário. O Brasil nunca enfrentou de fato o seu passado. Por isso os adoradores de ditadura se mantiveram impunes.

Mas antes tarde do que nunca. Podemos estar diante de uma situação de virada. Se Daniel Silveira perder o mandato, teremos aí um aviso claro ao bolsonarismo de que é preciso respeitar as instituições e demais poderes. Do contrário, será licença para a esculhambação geral.

Deixe um Comentário