O governo federal precisa urgentemente apresentar plano de recuperação para os Estados; o RN depende disto pra finalizar seu ajuste

A secretaria de tesouro nacional do ministério da economia prometeu entregar, já no início da gestão Bolsonaro, um plano de recuperação fiscal para os Estados. Seus técnicos estiveram inclusive no RN, averiguando nossas condições fiscais.

A união promete medidas para facilitar a normalização financeira das máquinas estaduais. É algo urgente. Porém, tem acontecido atraso. Até o presente momento o plano ainda não foi veiculado. O ministro Paulo Guedes prometeu torná lo público no primeiro semestre.

Quanto mais ele demora, mais os estados ficam imobilizados. Os entes federados – o RN incluído – não podem finalizar seus ajustes fiscais porque aguardam o escopo de projetos para a devida adequação ao que será requerido pela União e, com isso, poder acessar linhas de crédito e/ou de refinanciamento de dívidas.

Os nossos parlamentares devem pressionar o governo para que o plano saia o mais rápido possível. Disto depende a normalização do RN.

Deixe um Comentário