O Governo Federal segue com vergonha de se aproximar de vacinas

Do Estadão

Com 17 casos confirmados em três Estados, o Ministério da Saúde realiza neste sábado o dia D de vacinação contra o sarampo. Serão aplicadas também vacinas contra a gripe e contra outras doenças para ampliar a cobertura vacinal, que tem caído nos últimos anos. O sarampo preocupa porque era uma doença que estava praticamente erradicada no país e, desde 2018, voltou e se espalhou por vários estados. Este ano, já há casos confirmados em São Paulo, Amapá e Roraima. Em outros três Estados – Bahia, Piauí e Ceará – casos suspeitos são investigados.

Do Blog: a cobertura vacinal para o Sarampo e outras doenças vêm caindo nos últimos anos. O movimento antivacina ganha terreno. E aquela empolgação do passado, em que presidentes e ministros se orgulhavam de tirar fotos e davam exemplo, desapareceu. Campanhas publicitárias de rádio e Tv não são mais vistas. Sem vacinação, impera o aumento de gastos com tratamento de saúde, queda da qualidade de vida da população e óbitos, tudo por um governo que inaugurou um caminho distinto do historicamente estabelecido no Brasil – a vergonha de vacinas.

Deixe um Comentário