O governo quer extinguir municípios em pleno ano de disputa para prefeito e vereador

O governo lançou, dentro do seu pacote de reforma fiscal do estado, proposta para reduzir o número de municípios.

A ideia é promover a fusão de cidades com até 5 mil habitantes. Há, de acordo com levantamento da folha, 1.253 nessa condição. Mas não se sabe exatamente quantos não conseguem se manter.

A proposta é tecnicamente boa, mas politicamente insustentável. Além do que acirrará disputas, sempre existentes, entre municípios vizinhos.

E mais. Qual elite local – e todo entorno – abrirá mão do espólio político em favor do outro? Eleições 2020 estão aí. Quem perderá as chances de se eleger de forma assim tão altruísta?

Certamente, os prefeitos prejudicados procurarão os parlamentares e estes, dependentes de votos, não aprovarão a medida.

Em resumo, não prosperará.

PS. A lei pode contar com tempo de transição. Ainda assim, enfrentará resistências locais.

PS.2. E é um prato cheio para fake news sobre o governo federal se encontrar contra cidades x, z ou y.

Deixe um Comentário