O jogo virou mais uma vez e os que são contrários à vacinação de crianças ficaram isolados novamente

Foi assim no início da vacinação, quando o governo federal apostou que a população não iria querer se imunizar; foi assim quando os imunizantes foram abertos para os adolescentes; e o mesmo ocorre agora. O desejo de receber a injeção no braço mais uma vez venceu.

Os governos estaduais, entidades médicas, cientistas, a sociedade em geral caminham para ampla aceitação da vacinação de crianças. Os antivax ficaram mais uma vez isolados.

Não adiantou espalhar um monte de notícia falsa. Inventar óbitos e números fake. O brasileiro quer vacina. E as evidências de seus benefícios são avassaladoras.

O governo federal atrasa, mas vai acabar liberando. Não tem outra alternativa. Os antivax mais radicais ficarão no gueto. Outros iniciarão um processo de rebranding. Assim como nas fases anteriores, tentarão reescrever a história, o que fizeram no verão passado. Só que não adiantará. A memória não é tão curta assim e o print é eterno.

Deixe um Comentário