O óbvio

O presidente eleito Jair Bolsonaro está trocando ministérios por apoio de bancadas. O último foi o da saúde.

A relação entre legislativo e executivo num presidencialismo de coalizão funciona assim. O presidente atrai partidos e obtém votos no congresso, colocando os para participarem do governo.

Nao há nenhum crime nisto. É a política funcionando. Nenhum estudo sério na área da esquecida – pela imprensa – ciência política mostra que tal relação é geradora de corrupção, como comumente se propaga.

A história de que Jair Bolsonaro não iria fazer o que faz era pura retórica de campanha. Acreditou quem quis. Se espanta agora quem quer.

PERIGO

O problema para o presidente eleito é que ele está dando muito espaço a alguns partidos. Aliás, mais proporcionalmente do que o tamanho da sua bancada. O Dem, por exemplo. Os demais ficarão contrariados.

Deixe um Comentário