O que a oposição deve temer contra Bolsonaro em 2022

Muito se fala a respeito das fake news e sobre como elas serão fortemente utilizadas em 2022. Porém, se esquece que todos os grupos políticos aprenderam com 2018. E, como não há bobo na política, os competidores entrarão na disputa preparados.

Não, as fake news não acabarão por controle dos entes reguladores. Na prática, é como enxugar gelo. As redes sociais têm mais saídas do que portas capazes de serem controladas. Mas as fake news morrerão por fadiga e uso geral de maaterial. Só irá acreditar em uma mentira, após o constante aprendizado coletivo, quem tiver interesse para tanto.

O que a oposição deve se preocupar é com o uso da máquina contra os adversários. Os sinais estão escancarados. A Polícia Federal, o Ministério Público Federal, o Conselho de Administração Financeira, a Receita Federal, a Agência Brasileira de Inteligência já estão servindo de ponta de lança contra a oposição. E, quem investiga o governo, acaba exonerado.

Este é o novo (velho) e é o que não se sabe ainda como exatamente irá ocorrer, mas todas as sinalização vão numa linha – se precisar, o governo hoje no poder irá utilizar de tal artifício para não sair dele.

Deixe um Comentário