Avatar

A vitória de Zenaide em 2018 foi o resultado de uma das estratégias mais espetaculares da história eleitoral do RN

/

Conversava com um interlocutor a respeito de como a vitória da hoje senadora Zenaide Maia foi algo espetacular em termos da história eleitoral do RN. Vou contar aqui a razão.

Então eleita deputada federal, a médica Zenaide faz parte da base da presidente Dilma Rousseff. Tratava se ainda de uma parlamentar em primeiro mandato e que tinha como base a cidade de São Gonçalo do Amarante, onde o médico Jaime Calado, companheiro de Zenaide, foi prefeito.

Já em 2016 há um processo de aproximação entre o grupo político constituído em São Gonçalo e o PT, através da candidatura de Paulinho como prefeito e Eraldo de vice. Essa parceria, vitoriosa, se fortalecerá em 2018.

A grande sacada de Zenaide foi perceber o vácuo na oposição contra o impeachment de Dilma Rousseff e o governo Michel Temer no RN. Enquanto os senadores José Agripino e Garibaldi Alves foram aliados de primeira hora de Temer e de suas reformas extremamente impopulares, se confiando na estrutura federal para garantir as suas renovações no poder, Zenaide elevou o tom, as críticas e ficou do lado da insatisfação popular.

A aproximação com o PT era motivo de chacota. Afinal, em quase todas as mesas de avaliação do RN ouvia-se a análise míope de que o partido dos trabalhadores, depois da lava jato e da saída da presidência, estava morto.

O seu nome começa a ser ventilado para o senado no início de 2018 e as avaliações eram de ceticismo. Afinal, iria enfrentar Garibaldi Alves, Geraldo Melo com a estrutura do governo estadual e Styvenson, que vinha com toda aquela coisa de nova política e uma propaganda positiva espontânea como o não político incorruptível da lei seca.

Fiz diversas pesquisas durante todo o ano de 2018 e nunca vi Zenaide fora da vitória. Era primeira colocada sempre e, depois que Styvenson entrou na disputa, ela ficou na segunda posição (o pleito de 2018 tinha duas vagas para casa da representação da federação). No entanto, todos os demais levantamentos davam ela em terceiro ou quarto lugar, inclusive também do Ibope.

Não é comum no RN, em que as elites políticas tentam fazer acordos até que todo mundo vá para a campanha sem riscos, a ação arrojada tomada por Zenaide Maia, ainda mais em primeiro mandato como deputada federal. Bater de frente com grupos historicamente hegemônicos tem consequências.

Foi uma guerra. A maior parte da mídia estava com Garibaldi Alves e/ou Geraldo Melo. Zenaide sempre era esquecida, alvo de diminuições e/ou ataques. A diferença de estrutura de campanha era muito grande também.

Abertas as urnas, Fátima larga na frente no primeiro turno (ganha no segundo). E Zenaide Maia se elegeu para o senado, derrotando dois pesos pesados da política potiguar. Não foi pouca coisa e os estudos sobre a política norteriograndense ainda farão justiça ao que ocorreu em 2018 pelas terras de poti.

Governo do RN edita novo decreto para enfrentamento da covid-19 com fim do toque de recolher

/

Governo do RN edita novo decreto para enfrentamento da covid-19

Fim do toque de recolher é uma das novidades das medidas que passam a vigorar a partir desta quarta-feira (07) no Rio Grande do Norte

Com mudanças no horário de funcionamento das atividades socioeconômicas, nova regra de ocupação de espaços em templos religiosos e o fim do toque de recolher, o Governo do Estado publica novo decreto com medidas protetivas, de caráter excepcional e temporário, destinadas ao enfrentamento da pandemia de covid-19 no Rio Grande do Norte. As novas regras entram em vigor nesta quarta-feira (07) e tem prazo de vigência até 04 de agosto de 2021.

A partir de agora, todos os segmentos das atividades socioeconômicas poderão funcionar das 5h da manhã até meia-noite, seguindo os protocolos de segurança sanitária. Os serviços de food park, restaurantes, bares, lojas de conveniência e similares disporão de mais 60 minutos de tolerância para encerramento das atividades presenciais.

O Decreto n° 30.714, de 06 de julho de 2021, também autoriza a retomada gradual e responsável, em três etapas, das atividades coletivas de natureza religiosa em igrejas, templos, espaços religiosos de matriz africana, centro espíritas, lojas maçônicas, e estabelecimentos similares, respeitados os protocolos sanitários vigentes, conforme o seguinte cronograma:
Fase 1: a partir de 23 de julho/21, observada a ocupação máxima de 60% da capacidade do local;
Fase 2: a partir de 06 de agosto/21, 80% da capacidade máxima;
Fase 3: a partir de 20 de agosto/21, permitida a ocupação de 100% da capacidade do local.

O funcionamento das atividades religiosas, bem como o avanço das fases do cronograma ficam restritos aos municípios cujo indicador composto encontra-se fora da classificação de alto ou risco extremo de controle da doença.

Pela primeira vez, desde 27 de fevereiro, não haverá toque de recolher entre as medidas protetivas relacionadas ao distanciamento social. Isso foi possível graças à melhoria dos indicadores epidemiológicos e do aumento da cobertura vacinal. Até o momento, foram aplicadas 1.684.086 doses das vacinas contra a covid-19.

“Quanto ao toque de recolher, nós vamos suspendê-lo por tempo indeterminado, porém, caso haja necessidade de retornar a restringir a circulação de pessoas pelo menos de madrugada, ele pode ser retomado. Nossa gestão seguirá acompanhando o quadro pandêmico sempre à luz da Ciência. Continuamos lutando diuturnamente para ampliar a cobertura vacinal e para cumprimento dos protocolos sanitários”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Os municípios deverão manter a fiscalização do cumprimento das medidas sanitárias de enfrentamento e prevenção ao novo coronavírus estabelecidas neste decreto e nos protocolos setoriais, coibindo aglomerações, seja em espaços públicos ou privados, abertos ou fechados, sem prejuízo da possibilidade de, no âmbito de sua competência, editar medidas mais restritivas. Para isso, o Estado do Rio Grande do Norte disponibilizará suas forças de segurança aos municípios, por meio das operações do Programa Pacto Pela Vida.

As demais regras destinadas a evitar a propagação do vírus, como o uso obrigatório de máscara, escalonamento de horários de funcionamento do comércio, proibição do transporte de passageiros em pé nos transportes públicos municipais, permanecem em vigor.

No final da tarde desta terça-feira, o Regula RN registrava 168 leitos críticos vagos, o que corresponde a 40,8% do total.

A abertura das CPIs no RN em ano eleitoral pode terminar como não esperado para os envolvidos

/

A oposição pleiteou e conseguiu abrir a CPI da Covid no RN. A CPI da Arena das Dunas, que já estava aprovada, foi ativada. A base do governo Fátima ficou com as duas relatorias, através do deputado Francisco na CPI da Covid no RN e Isolda Dantas na Arena das Dunas. Não é pouca coisa.

Já as presidências serão de Kelps Lima (CPI da Covid) e Coronel Azevedo no caso da Arena das Dunas. As relações intricadas podem gerar resultados não esperados para todos os envolvidos.

A oposição pode, ao arrepio de seus deputados federais, ter concedido uma boa vitrine para Kelps Lima, que é cotado para uma vaga de federal em 2022. Será um bom resultado para Getúlio Rego, Tomba Farias e José Dias? Kelps sabe é um parlamentar inteligente e saberá capitalizar o espaço em ano de eleição. Foi uma boa para os deputados de oposição? As oito vagas de federal serão extremamente disputadas no RN.

Tomba Farias e Getúlio Rego foram da base de apoio da ex-governaora Rosalba Ciarlini. Rego inclusive era seu líder na assembleia. Foi naquela gestão que foi estabelecido o contrato entre governo do RN e Arena das Dunas. Segundo a controladoria geral do estado, a relação foi lesiva ao erário.

Como é que a oposição irá se comportar? Atacará Fátima Bezerra, através da CPI da Covid, sabendo que pode levar bola nas costas na CPI vizinha?

Até o presente momento, o que se tem em termos de conteúdo gera uma desigualdade de disputa. Por um lado, como já citado, há o parecer da CGE apresentando problemas objetivos no que vai ser averiguado na CPI da Arena das Dunas.

No caso da CPI da Covid, a oposição deve centrar fogo na compra dos respiradores pelo governo do RN, através do consórcio do nordeste. Nos demais pontos, os deputados terão de demonstrar que a fiscalização feita pelo ministério público e a aprovação dos contratos pelo Tribunal de Contas do Estado foram falhas. Uma tarefa hercúlea.

Os então implicados no caso da Arena das Dunas, agora na oposição ao governo Fátima, defendem a relação com a construtora do estádio. Porém, há indícios que serão apurados, aditivos e perspectivas de sobrepreço.

Já na compra dos respiradores, foi o próprio governo que, uma vez não tendo recebido os equipamentos, fez a denúncia a Polícia Federal e a investigação segue no Superior Tribunal de Justiça. O MP de Contas emitiu parecer alegando que não aconteceu ato de corrupção no caso.

O que enfatizo, caro leitor, é que há munição para todos os lados, mas quem se encontra mais “descoberto” na história são os defensores do contrato entre Governo e Arena das Dunas. E isto, cabe lembrar, com o governo do RN, que terá interesse em possivelmente centrar fogo em uma das CPIs, com as duas relatorias.

É uma equação que certamente será feita e as negociações nos bastidores irão ferver. Palpite – a montanha irá parir um rato. A turma do deixa disso, quando muitos têm a perder, irá dominar o cenário.

Sobre a filosofia do Pastor de Parnamirim que mente sobre vacinas e ataca cristãos que não compartilham de seus credos políticos

/

O pastor Elinaldo Renovato de Lima, presidente da Assembleia de Deus em Parnamirim (RN), alertou os evangélicos em vídeo que viralizou nas redes de direita sobre o perigo do comunismo e da esquerda no Brasil. Segundo ele, petistas e psolistas fazem parte de uma filosofia maligna e querem calar a igreja.

Não é a primeira vez que o pastor usa de sua condição para defender ideias radicais e mentirosas. Em outra oportunidade, alegou que as vacinas que estão aí não são seguras porque foram produzidas em tempo recorde. E o correto seria usar contra covid-19 os remédios do tratamento precoce ivermectina e cloroquina. Ou seja, faz justamente o que acusa nos outros – utiliza a religião para justificar suas inclinações políticas. Ele virou réu em representação criminal feita pelo ministério público por espalhar fake news (leia aqui).

O pastor representa uma visão neopentecostal de mundo e uma leitura enviesada do antigo testamento. A sua ideia de cristianismo é a da superioridade moral dos seus valores e de punição de quem não segue exatamente aquilo que ele preconiza. O mundo não é congregação, mas uma cruzada, isto é, uma divisão entre pessoas puras elevadas versus impuros a serem exterminados.

Daí que, investido por essa ideia de que os que não compartilham exatamente dos seus pontos de vista devem ser suprimidos, faz uso do púlpito para atacar, enquadrar e mentir. Afinal, o que é uma agressão contra outros cristãos que não seguem seus credos políticos, o que é uma inverdade contra outras pessoas diante de toda a superioridade que ele é expressão?

Este protetor da lei, a quem adora subvertendo a própria imagem da igreja, não admite, na prática, que a figura de Jesus não entronizava, não segregava. Ele é crente, não é cristão.

Veja o vídeo abaixo:

Julia Arruda na secretaria da mulher fortalece o PCdoB em prol de 2022

/

Como recém indicada para a secretaria da mulher, a vereadora por Natal Júlia Arruda terá condições de rodar o RN e disputar uma cadeira no legislativo estadual. Trata-se de um espaço concedido ao PCdoB em que fortalece uma possível nominata do partido do vice-governador, Antenor Roberto. Ele também poderá disputar uma vaga na assembleia em 2022.

Além disso, a entrada de Pedro Gorki, primeiro suplente, representará gás novo na câmara municipal do Natal e fortalecimento da oposição ao prefeito Álvaro Dias. Gorki é jovem. Apesar disso, tem muita experiência em movimentações estudantis.

A operação concorre, portanto, para o fortalecimento do PCdoB no RN.

Novo aumento anunciado pela petrobras na gasolina, diesel e gás de cozinha deve abrir debate sobre regra tarifária aprovada no governo Temer

/

Em 2016, ainda na gestão de Michel Temer, foi instituída a nova regra de administração do preço dos combustíveis. O alinhamento ao mercado internacional trazia a promessa de maior clareza na política e diminuição nos valores cobrados.

É óbvio que não deu certo. Com mais um aumento anunciado pela petrobras na gasolina, no gás e no diesel, o presidente Jair Bolsonaro terá de enfrentar a questão, sob pena do tema ser mais um vento forte contra sua reeleição.

Ele tem alegado que o problema está nos impostos cobrados pelos estados, uma forma de jogar fatura para os governadores. Mas é óbvio que, além de falso, o revés persiste.

A tarifa elevada impacta toda a economia e, ou Bolsonaro enfrenta, ou ficará ainda mais distante do seu desejo de obter mais quatro anos de mandato.

Com a proximidade de 2022 é bem provável que a política tarifária seja revista.

O Globo

A Petrobras vai reajustar de uma só vez os preços da gasolina, diesel e do gás de botijão (GLP) a partir de amanhã para as distribuidoras.

No caso da gasolina, o preço médio por litro sobe 6,32%, de R$ 2,53 para R$ 2,69. Assim, acumula desde janeiro um aumento de cerca de 46%.

No diesel, o avanço foi 3,69%, de R$ 2,71 para R$ 2,81 em média por litro. Desde janeiro, a alta acumulada é de 39%.

É o primeiro movimento de avanço nos preços da gasolina e do diesel desde que Joaquim Silva e Luna tomou posse como presidente da Petrobras no dia 19 de abril. Ele assumiu no lugar de Roberto Castello Branco, que foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro justamente por desentendimento após reajustar os preços em meio a rumores de greve dos caminhoneiros.

No GLP, para as distribuidoras, o valor passará a ser de R$ 3,60 por quilo, refletindo um aumento médio de R$ 0,2. É uma alta de 5,8%. No ano, segundo fontes do setor, o preço do gás de botijão acumula alta de 38%.

Segundo uma fonte do setor, os aumentos refletem o avanço do preço do petróleo no mercado internacional, estoques baixos no Golfo do México e alta no consumo na Ásia por conta do reaquecimento da economia.

Em nota, a estatal disse que “busca evitar o repasse imediato para os preços internos da volatilidade externa causada por eventos conjunturais. Os preços praticados pela Petrobras seguem buscando o equilíbrio com o mercado internacional e acompanham as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

Impacto na inflação

Segundo Guilherme Sousa, economista da Ativa Investimento, mesmo após essa alta na gasolina, ainda existe espaço potencial de nova elevação de até 14% por parte da Petrobras no curto prazo:

– O acréscimo feito pela Petrobras segue em linha com nossas estimativas, pois sempre informamos que as altas para mitigar a defasagem poderiam ser feito de forma fracionada.

Étore Sanchez, também da Ativa, acredita que o reajuste na refinaria afetaria as bombas apenas no terceiro decêndio de julho, com impacto proporcional no IPCA de julho e integral em agosto.

Convocar a ex-cunhada de Bolsonaro, que o acusa de ficar com a maior parte do seu salário no tempo em que era deputado, transmitirá imagem negativa sobre a CPI da Covid no Senado

/

O relator da CPI da Covid no senado, Renan Calheiros, é propositor do pedido. Além de não ter consenso entre os senadores da oposição, será uma sinalização ruim para a própria comissão. Não há qualquer relação entre a possível rachadinha no gabinete da época em que Jair Bolsonaro era deputado federal e o que é investigado pela CPI. O melhor que os senadores tem a fazer é focar no que deve ser tema fundamental – a resposta brasileira à pandemia.

O Globo

A ideia do senador Renan Calheiros (MDB-AL) de convocar a ex-cunhada de Bolsonaro para depor na CPI da Covid está longe de ser consenso entre seus pares. Parlamentares que integram o G7, grupo majoritário da comissão, relataram à coluna que não veem conexão entre a investigação feita pela CPI e o áudio da ex-cunhada de Bolsonaro indicando seu envolvimento no esquema da “rachadinha”.

O site “UOL” revelou uma gravação em que fisiculturista Andrea Siqueira Valle disse que o presidente demitiu seu irmão, André Siqueira Valle, porque ele se recusou a entregar a maior parte de seu salário a Bolsonaro, que na época era deputado federal. Andrea e André são irmãos de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher de Bolsonaro e mãe de seu filho caçula, Jair Renan.

Renan Calheiros disse ao “G1” que vai apresentar, nesta segunda-feira, um requerimento para aprovar a convocação da ex-cunhada do presidente. Segundo ele, o objetivo é saber se “houve espelhamento do caso das rachadinhas na gestão da pandemia por parte do governo federal”.

A avaliação de três senadores ouvidos pela coluna é de que esse pedido enfraqueceria a CPI da Covid, já que o depoimento da fisiculturista não ajudaria a elucidar casos de corrupção envolvendo a vacina, principal foco das investigações. Para eles, a gravação deve ser foco de apuração de outra Comissão Parlamentar de Inquérito.

O caminho de Rogério Marinho

/

Fala-se em disputa ao governo do RN e, não raro, para o senado. Mas o caminho para o ministro Rogério Marinho acabará sendo o deputado federal, me disse uma fonte próxima ao ministro.

Faz sentido. O nome de Marinho tem apresentado dificuldade de decolar nas pesquisas nas disputas majoritárias. Ainda assim, ele deixará as perspectivas gravitando no ar até o momento limite para resolução da questão.

Novas gravações apontam envolvimento de Bolsonaro em ‘rachadinha’

/

Da Isto É – O presidente Jair Bolsonaro estaria envolvido diretamente em um esquema ilegal de entrega de salários de assessores, conhecido como “rachadinha”, na época em que exerceu os mandatos de deputado federal (1991 a 2018), segundo divulgado pelo Uol.

De acordo com as reportagens, as gravações obtidas apontam que um ex-cunhado que não quis devolver valor combinado do salário foi retirado do “esquema”. A fisiculturista Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada do presidente, diz que Bolsonaro demitiu o irmão dela (André) porque ele se recusou a devolver a maior parte do salário como assessor.

“O André deu muito problema porque ele nunca devolveu o dinheiro certo que tinha que ser devolvido, entendeu? Tinha que devolver R$ 6.000, ele devolvia R$ 2.000, R$ 3.000”, revela o Uol.

As gravações até então inéditas foram obtidas pela coluna da Juliana Dal Piva, do Uol.

Defesa nega

Para a reportagem, o advogado Frederick Wassef, que representa o presidente, negou ilegalidades e afirmou que “são narrativas de fatos inverídicos, inexistentes, jamais existiu qualquer esquema de rachadinha no gabinete do deputado Jair Bolsonaro ou de qualquer de seus filhos”.

A preparação do golpe em andamento

/

O presidente Jair Bolsonaro pretende oferecer crédito para compra de casas apenas para policiais. Além de não isonômico, é uma forma de arregimentar esses profissionais para o seu projeto. Com mais de 6 mil cargos distribuídos entre membros das forças armadas, Bolsonaro tem dito que não repassará a faixa caso o voto não seja feito na modalidade impressa.

O congresso e o Supremo Tribunal Federal têm sido enfáticos na manutenção da urna eletrônica e na lisura de todo o processo. O presidente diz que as eleições de 2018 foram fraudadas. Porém, nada mostra a respeito, pois não passa de pura retórica vazia.

Bolsonaro se prepara para contestar o resultado do pleito em 2022, caso seja derrotado. Trata-se de algo que se encontra no horizonte, já que sua avaliação tem se mantido em torno de 25% da população brasileira.

Está tudo desenhado. Caberá a você, caro leitor, fazer a escolha em qual polo irá se posicionar. No golpismo ou o que respeita o funcionamento das instituições.