Avatar

[VÍDEO] Rogério afirma que não destratou jornalista e divulga trecho de entrevista

/

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) negou nesta terça-feira, 5, ter destratado a jornalista Ana Paula Lopes, da Sidys TV, canal sediado em Currais Novos. O parlamentar esteve na cidade na última sexta-feira, 1°, para ministrar uma palestra sobre a reforma trabalhista. Na oportunidade, ao conceder entrevista à jornalista, classificou uma das perguntas como “cretina”, fato que gerou repúdio da imprensa local.

Em nota encaminhada à imprensa, o tucano lamentou que a profissional tenha se sentido ofendida com a resposta e reconheceu que o termo empregado não foi adequado, porém esclareceu que não teve o objetivo de destratar a jornalista. “O que eu quis dizer era que a indagação da respeitável jornalista carecia de lógica, ou seja, não fazia sentido, pois estava desconectada do texto legal”, declarou.

O parlamentar acrescentou que, durante oito meses, período em que atuou na relatoria da reforma da legislação trabalhista na Câmara dos Deputados, dialogou com representantes de diversos segmentos da sociedade civil, incluindo jornalistas. “Foram meses de intenso e profícuo trabalho”, pontuou.

Ao responder mais uma vez o questionamento feito pela jornalista – que perguntou se a flexibilização de artigos da Consolidação das Leis do Trabalho, principal proposta da reforma, fragilizaria a relação entre patrões e empregados –, Rogério assinala que tal mudança na lei na verdade fortalece as instâncias sindicais.

“O artigo da lei que estabelece a prevalência do negociado sobre o legislado fortalece e empodera os sindicatos responsáveis e representativos no País. O artigo 611-A está respaldado pela Constituição Federal, pela CLT, pelas convenções internacionais da OIT e por julgados do STF”, diz a nota.

Por fim, o defensor da reforma trabalhista esclarece que não teve o intuito de desrespeitar a jornalista ou a imprensa de Currais Novos. “Peço desculpas à jornalista pelo mal entendido e esclareço que em nenhum momento pretendi atingi-la ou à imprensa de Currais Novos”, encerra.

Leia a nota na íntegra:

“Esclareço que não destratei a jornalista Ana Paula Julgman de Currais Novos. Lamento que a mesma tenha se sentido ofendida com minha resposta. O adjetivo que utilizei se refere à pergunta e não à jornalista, como está claro no vídeo abaixo.  A palavra utilizada por mim não foi a mais adequada. O que eu quis dizer era que a indagação da respeitável jornalista carecia de lógica, ou seja, não fazia sentido, pois estava desconectada do texto legal.

Durante oito meses, dialoguei sobre a modernização das leis trabalhistas com centenas de pessoas entre jornalistas de todo o país, deputados, senadores, sindicatos de trabalhadores, centrais sindicais, sindicatos patronais, juízes, procuradores, partidos políticos, intelectuais e especialistas na matéria.  Foram meses de intenso e profícuo trabalho.

Em todo esse período, atendi a imprensa brasileira com civilidade e cordialidade, respondendo sempre todas as perguntas que me faziam. Jamais me furtei a responder qualquer indagação por mais enviesada que fosse. Infelizmente, alguns pontos do amplo debate sobre as leis do trabalho foram contaminados por clichês, falácias e palavras de ordem.

O artigo da lei que estabelece a prevalência do negociado sobre o legislado fortalece e empodera os sindicatos responsáveis e representativos no País. O artigo 611-A está respaldado pela Constituição Federal, pela CLT, pelas convenções internacionais da OIT e por julgados do STF. Por fim, peço desculpas à jornalista pelo mal entendido e esclareço que em nenhum momento pretendi atingí-la ou à imprensa de Currais Novos. Estou à disposição para qualquer esclarecimento necessário.”

Fachin retira sigilo das gravações de delatores da JBS

/

A conversa gravada entre Joesley Batista e Ricardo Saud, executivos da JBS, teve o sigilo suspenso pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin.

 A medida tomada pelo juiz, nesta terça, pode causar a recisão do acordo de delação assinado com a Procuradoria Geral da República.

Nos áudios, é possível ouvir como Joesley e os diretores da JBS atuaram para obter o acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Nos diálogos, os delatores relatam suposta influência sobre o ex-procurador da República Marcelo Miller, que fez parte da equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Janot afirmou que mesmo se os benefícios dos delatores forem cancelados, as provas contra as pessoas citadas devem ser mantidas. No entanto, o STF deverá tomar esta decisão.

Governo anuncia para sábado pagamento de servidores que ganham até R$ 3 mil

/

No próximo sábado (9), o Governo do RN deposita os vencimentos dos servidores que ganham até R$ 3 mil. Com isso, 67% dos servidores (75 mil funcionários) terão recebido o pagamento, contando com a Secretaria de Educação e órgãos da administração indireta.

 

Até o momento, o montante injetado na economia do estado com o pagamento do mês de agosto foi de R$ 140 milhões.

 

O complemento salarial será pago em breve, sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas, a partir da disponibilidade de recursos.

Vereadores visitam recém-inaugurada UPA de Cidade Satélite

/
Nesta segunda-feira (05), a Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Natal visitou as instalações da quarta Unidade de Pronto Atendimento da capital potiguar. Situada no conjunto Cidade Satélite, no bairro de Pitimbu, a UPA Sul – Unidade de Pronto Atendimento Dr. Leônidas Ferreira – está situada na Avenida dos Xavantes, e para sua construção, foram investidos cerca de R$ 3,3 milhões.
Inaugurada pela Prefeitura de Natal em 29 de agosto, a UPA Sul atuará com atendimentos à urgências e emergências, como acidentes cardiovasculares, infarto, fraturas, cortes, hipertensão arterial, febres altas com risco de convulsões, entre outros. Classificada pelo Ministério da Saúde como uma unidade de porte II. De acordo com o diretor, Kleiber Rodrigues, a estimativa é que o novo espaço possa realizar até 9 mil atendimentos por mês, com clínica médica adulto e pediátrica e funcionamento 24h.
“Fomos contemplados com mais uma Unidade de Pronto Atendimento, graças ao empenho da presidenta Dilma Rousseff, que destinou boa parte dos recursos. Tudo novo, ambientes limpos, equipamentos chegando, profissionais em fase de adaptação. Vamos levar uma imagem muito positiva da UPA de Cidade Satélite. Porém, voltaremos daqui 30 dias para avaliar a instituição já em pleno funcionamento”, disse o presidente da Comissão de Saúde, vereador Fernando Lucena (PT).
Por sua vez, o vereador Preto Aquino (PEN) falou que a UPA vai contribuir para responder à imensa demanda de atendimentos na cidade. “Um alívio para a rede pública de saúde a chegada dessa unidade na Zona Sul. Percebemos a qualidade das instalações e temos certeza que a população será bem atendida”.
Antônia Nazaré de Brito, que acompanha a paciente Maria José do Nascimento, 93 anos, elogiou a Unidade de Pronto Atendimento. “Ela (Maria José) foi a primeira pessoa a receber assistência aqui. A equipe é competente e atenciosa. Estamos gostando do trabalho de todos. Agora é torcer para que continue sempre assim, tendo essa mesma organização”, concluiu.

Em nota, Ney Jr mostra déficit na CMN e fala sobre a necessidade de readequação financeira da casa

/

Natal, 05 de setembro de 2017 – A presidência em exercício da Câmara Municipal de Natal e a Mesa Diretora, tendo em vista a publicação hoje da Portaria 0428/2017-MD, no Diário Oficial do Município de Natal, vem a público esclarecer o seguinte:

  1. Através de análise orçamentária, esta presidência constatou o déficit de aproximadamente dois milhões de reais no Orçamento de 2017, para aplicação na manutenção geral da instituição.
  1. Neste momento de crise nacional e em razão da realidade orçamentária constatada e para assegurar a honradez dos vencimentos dos servidores tornou-se necessária uma readequação financeira do quadro funcional.
  1. A Portaria 0428/2017-MD exonera os servidores ocupantes dos cargos de Assessor Parlamentar Municipal – APM, os quais poderão ser preenchidos, após análise da necessidade funcional, com obediência aos limites prudenciais, definidos na Lei de Responsabilidade de Fiscal e a disponibilidade de recursos.

PF achou agora num apartamento de Geddel Vieira Lima essa ninharia

/

É tanto dinheiro que a PF está escoltando em carro forte e com seis viaturas.

Mire nos políticos, preserve o STF; seja o prego do caixão

/

A advogada especialista em delação orientou Joesley Batista, conforme o dito cujo no áudio já bombástico, a não envolver o STF em sua delação e a mirar nos políticos.

Mercado das delações: as últimas, aquelas que fecham o caixão, são mais valorizadas do que as primeiras, alegam em áudio Joesley e Ricardo Saud.

Os áudios que podem anular as delações da JBS

/

A Revista VEJA teve acesso às conversas que os delatores da JBS Joesley Batista e Ricardo Saud entregaram à procuradoria-geral da República (PGR) na última quinta-feira à noite. Neles, os dois delatores, aparentemente sem notar que estão eles próprios se gravando, falam, entre outros temas, sobre como se aproximar do procurador-geral Rodrigo Janot por meio do agora ex-procurador Marcelo Miller e sobre a exigência de eles não serem presos após fecharem os acordos de delação premiada. Em um dos pontos mais sensíveis do áudio, possivelmente gravado no dia 17 de março, Joesley e Ricardo Saud afirmam que Fernanda, possivelmente a advogada Fernanda Tórtima, “surtou” porque, a depender dos rumos da delação e de qual autoridade citassem em depoimento, os dois poderiam “entregar” o Supremo, em referência a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os delatores também analisam que, ao decidirem delatar, têm de “ser a tampa do caixão” na política brasileira.

Leia matéria completa aqui.

Os áudios que podem anular as delações da JBS

/

A Revista VEJA teve acesso às conversas que os delatores da JBS Joesley Batista e Ricardo Saud entregaram à procuradoria-geral da República (PGR) na última quinta-feira à noite. Neles, os dois delatores, aparentemente sem notar que estão eles próprios se gravando, falam, entre outros temas, sobre como se aproximar do procurador-geral Rodrigo Janot por meio do agora ex-procurador Marcelo Miller e sobre a exigência de eles não serem presos após fecharem os acordos de delação premiada. Em um dos pontos mais sensíveis do áudio, possivelmente gravado no dia 17 de março, Joesley e Ricardo Saud afirmam que Fernanda, possivelmente a advogada Fernanda Tórtima, “surtou” porque, a depender dos rumos da delação e de qual autoridade citassem em depoimento, os dois poderiam “entregar” o Supremo, em referência a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os delatores também analisam que, ao decidirem delatar, têm de “ser a tampa do caixão” na política brasileira.

Leia matéria completa aqui.

Cármen Lúcia em áudio entregue à PGR

/

Nos grampos entregues à J&F na semana passada, aparece um áudio em que Joesley Batista e Ricardo Saud, advogado da empresa, combinam gravar o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso.

Eles ainda fazem piada sobre uma suposta proximidade da ex-presidente Dilma Rousseff e da atual presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia.

A ideia dos dois era atrair Cardoso para uma conversa, sob o pretexto de que gostariam de contratá-lo para serviços advocatícios.

No meio de uma conversa, eles arrancariam do ex-ministro da Justiça informações sobre magistrados do STF. Dependendo do teor delas, entregariam o conteúdo à PGR.

Os executivos da JBS entendiam que os procuradores tinham grande desejo de que as investigações alcançassem o STF.

O encontro com Cardoso efetivamente ocorreu e a proposta de contratação também. A armadilha, porém, não teria funcionado a contento.