Avatar

Cármen Lúcia em áudio entregue à PGR

/

Nos grampos entregues à J&F na semana passada, aparece um áudio em que Joesley Batista e Ricardo Saud, advogado da empresa, combinam gravar o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso.

Eles ainda fazem piada sobre uma suposta proximidade da ex-presidente Dilma Rousseff e da atual presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia.

A ideia dos dois era atrair Cardoso para uma conversa, sob o pretexto de que gostariam de contratá-lo para serviços advocatícios.

No meio de uma conversa, eles arrancariam do ex-ministro da Justiça informações sobre magistrados do STF. Dependendo do teor delas, entregariam o conteúdo à PGR.

Os executivos da JBS entendiam que os procuradores tinham grande desejo de que as investigações alcançassem o STF.

O encontro com Cardoso efetivamente ocorreu e a proposta de contratação também. A armadilha, porém, não teria funcionado a contento.

Recado para delatores

/

Os irmãos Batista roubaram muito dinheiro, compraram políticos e bandidos presos. Ainda assim, obtiveram perdão total. 

Agora, citar membros da PGR e STF em posições suspeitas, aí não pode. O recado foi claro para delatores.

Delação da JBS esfarelou

/

Com o já famoso novo áudio que ainda não veio a público, mas em poder da PGR, a delação da Jbs perdeu sua legitimidade.

Em se confirmando as suspeitas de que o ex procurador da Lava Jato, Marcelo Miller, já atuava em favor dos delatores da jbs antes mesmo de Deixar o cargo, a Lava Jato terá de se explicar bastante.

O procurador geral Rodrigo Janot deu uma flechada no pé. Fala quase todo dia. E isto não é bom.

O STF, com quatro membros citados no áudio, seguirá sangrando. Fachin liberará o áudio? Ele jogou o peso da responsabilidade para o ministro Edson Fachin.

A segunda denúncia de Janot contra Temer chegará desidratada ao congresso.

Áudio mostra Miller atuando para JBS antes de se exonerar

/

Uma conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud, em 17 de março, cujo áudio foi anexado por equívoco pela defesa dos delatores da JBS em documentos enviados à Procuradoria-Geral da República evidencia que o ex-procurador da República Marcelo Miller atuava para o grupo antes de se exonerar do cargo.

Miller foi contratado logo em seguida a deixar o Ministério Público para atuar no escritório Trench, Rossi & Watanabe, responsável na época por negociar os termos da leniência da JBS. Até pouco antes, ele integrou o grupo de trabalho de Rodrigo Janot responsável pela Lava Jato.

A conversa entre Joesley e Saud foi gravada no dia em que foi deflagrada a Operação Carne Fraca. Não fica claro se o sócio e o executivo da JBS sabiam que estavam sendo gravados.

Em tom de bravata, eles aludem a informações passadas por Miller, já deixam claro que estavam construindo uma proposta de delação premiada e fazem até manifestações chulas sobre aspectos da vida pessoal de várias pessoas.

O áudio explosivo, que pode levar à anulação da delação do grupo, foi incluído num rol de novos documentos que a defesa entregou na quinta-feira. Estavam junto com um anexo dedicado ao senador e presidente do PP Ciro Nogueira — o parlamentar ao qual Janot se referiu em sua declaração.

Marcelo Miller pediu exoneração em fevereiro, mas só a efetivou em 5 de abril. Na data da conversa, ele já havia gravado a conversa com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu. O encontro ocorreu em 7 de março. Agora, a PGR tem evidências de que Marcelo Miller ajudou a formatar o encontro e a orientar Joesley a gravar o presidente.

 

Estadão


Janot admite cancelar delação da JBS por omissão: “gravíssimo”

/

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou nesta segunda-feira (4) que determinou a abertura de investigação para apurar indícios de omissão de informações de práticas de crimes no acordo de delação premiada dos executivos do grupo J&F, controlador do frigorífico JBS. Segundo Janot, dependendo do resultado da investigação, os benefícios oferecidos no acordo de colaboração dos irmãos Joesley e Wesley Batista poderão ser cancelados.

Em um pronunciamento na sede da Procuradoria Geral da República (PGR), o chefe do Ministério Público informou a jornalista que os investigadores obtiveram na última quinta-feira (31) áudios, com conteúdo que ele classificou de “gravíssimo”, na qual um dos donos da empresa, Joesley Batista, conversa com Ricardo Saud, diretor institucional da J&F e um dos delatores do Lava Jato.

A medida, destacou Janot, atinge três dos sete executivos da empresa que fecharam a delação.

“Determinei hoje [segunda] a abertura de investigação para apurar indícios de omissão de informações sobre práticas de crime no processo de negociação para assinatura do acordo de delação no caso JBS. Áudios com conteúdo grave, eu diria gravíssimo, foram obtidos pelo Ministério Público Federal na semana passada, precisamente, na quinta-feira, às 19h”, afirmou Janot na entrevista concedida no auditório da PGR, em Brasília.

Ainda de acordo com o procurador-geral, a análise da gravação revelou diálogo entre dois colaboradores “com referências indevidas à Procuradoria Geral da República e ao Supremo Tribunal Federal. Janot não revelou o nome dos dois delatores que, na conversa, revelam fatos que podem ser indícios de crimes praticados.

Janot enfatizou aos jornalistas que ainda que ocorra a rescisão dos benefícios concedidos aos delatores, eventuais novas denúncias não estarão inviabilizadas porque todas as provas continuam válidas.
“Vamos deixar claro. A provável rescisão de um acordo de colaboração premiada, se ocasionada pelo colaborador, não invalida nenhuma prova. Todas as provas continuam hígidas, válidas. O único resultado negativo é para o próprio colaborador, que perde toda ou em parte a premiação que lhe foi concedida.”

 

Com informações do G1



Detran inicia por Nova Cruz cronograma de testes de direção veicular de setembro

/

Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) inicia nesta segunda-feira (04) a execução do cronograma de exames práticos de direção veicular que serão aplicados nos municípios do interior do Rio Grande do Norte durante o mês de setembro. Os examinadores estão hoje na cidade de Nova Cruz, no Agreste Potiguar, e no decorrer do mês outros 17 municípios polos distribuídos em todas as regiões do Estado terão candidatos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) avaliados pelo Departamento.

Somente no interior, a previsão é de que cerca de três mil candidatos passem pela avaliação no mês de setembro. O processo de exames realizado pelo Detran é contínuo e vem evitando a demanda reprimida e possibilitando que os testes sejam realizados periodicamente sem espera por parte dos usuários, como é o caso das avaliações realizadas na sede do Detran em Natal onde o usuário, muitas vezes, consegue agendar e realizar o teste prático no mesmo dia.

O cronograma de exame de direção veicular foi planejado observando a necessidade de abranger todas as principais cidades de cada região, que devem receber também usuários dos municípios circunvizinhos. Os peritos analisam o conhecimento prático de volante dos alunos que já foram considerados aptos nos exames médico e psicológico, e que também já concluíram a carga horária de aulas prática e teórica ministradas pelo centro de formação de condutor de sua escolha.

Para que o candidato seja aprovado no teste é necessário que ele não cometa nenhuma falta eliminatória e que a soma dos pontos negativos seja menor do que três. No caso de reprovação o candidato só poderá repetir o exame decorrido 15 dias da divulgação do resultado.

De acordo com informações coletadas no setor de Estatística do Detran, durante os primeiros sete meses deste ano foram realizados 33.596 testes práticos de direção veicular no Estado. A média mensal deste ano corresponde a 4.800 avaliações. No primeiro semestre de 2017 foram expedidas 12.583 CNHs com registro de primeira habilitação, o que corresponde a 12% das expedições desse tipo de documento no ano. Já a frota atual é de 1.215.590 veículos.

Cronograma de Exame Prático de Direção Veicular – Setembro 2017

04/09 – Nova Cruz;

05/09 – Canguaretama;

06/09 – São José do Mipibu;

11/09 – Macau;

12/09 – João Câmara;

13/09 – Ceará Mirim;

14/09 – São Paulo do Potengi;

15/09 – Angicos;

18/09- Patu;

19/09 – Caicó;

20/09 – Jucurutu;

21/09 – Parelhas;

22/09 – Currais Novos;

25/09 – Santa Cruz;

26/09 – Alexandria;

27/09 – Pau dos Ferros;

28/09 – Apodi;

29/09 – Caraúbas.

Câmara de Natal homenageia os Profissionais de Educação Física

/

Câmara de Natal homenageia os Profissionais de Educação Física

 

 

Reconhecimento e gratidão por todos que lutam em prol da Educação Física. A noite da quinta-feira (31) foi bastante especial para 12 Profissionais de Educação Física do estado. Em alusão ao nosso dia, celebrado nacionalmente em 1° de setembro, a Câmara Municipal de Natal realizou uma sessão solene e agraciou esses Profissionais com um diploma meritório, pelos relevantes serviços prestados à sociedade.

 

A solenidade lotou o plenário da Casa Legislativa, com amigos e familiares dos homenageados, além de outros profissionais que também são merecedores de todas as honrarias. Para a propositora da sessão, a vereadora Eleika Bezerra, os profissionais da Educação Física são fundamentais não só para a saúde corporal, para o lazer e para a socialização, mas também para a qualidade das funções cognitivas e da aprendizagem. 

Representando o CREF16, o vice-presidente João Pessoa CREF 000028-G/RN, enfatizou a importância do reconhecimento da categoria. “Estou muito feliz de estar aqui na Câmara de Natal e poder me reunir com tantos profissionais de destaque. Estamos na luta há 19 anos e somos uma profissão nova, porém promissora. A Educação Física é a profissão do futuro, e o futuro chegou”, comemora Joka.

 

A cerimônia contou com a participação do Presidente do Conselho Estadual do Desporto, Roberto Cabral CREF 000009-G/RN, a Secretária de Esportes do Município, Danielle Mafra CREF 000862-G/RN, o Coordenador Geral do CREF16, Evândalo Macêdo CREF 000031-G/RN, o Secretário do Estado do Esporte e Lazer, Canindé de França, o Presidente do SINDPEF-RN, Hugo Câmara CREF 000647-G/RN, entre outras personalidades. Entre os homenageados temos o professor Pedro André da Silva, que há mais de 20 anos desenvolve um projeto de xadrez na Escola Municipal Carlos Belo Moreno. “Esta homenagem nos fortalece porque motiva a continuar a ensinar”, disse ele. 

 

Homenageados

 

Anderson Medeiros Teixeira CREF 001198-G/RN

Cybele Câmara da Silva CREF 001259-G/RN

Gilda Galvão Brito CREF 000333-G/RN

Jairo de Souza CREF 001003-G/RN

Milka Luiza de Souza CREF 003395-G/RN

Omar Rodrigues Sobrinho CREF 000441-G/RN

Pedro André da Silva

Soraya Cristina Rosa CREF 001129-G/RN

Ana Arleide Oliveira

Wanessa Cristina de Freitas

José Maxwell de Albuquerque

José Eudes Monteiro CREF 000034-G/RN

Com clima de salários atrasados, os vencimentos de até 100 mil do TCE RN fazem sucesso no whatsapp

/

Os conselheiros do tribunal de contas do estado do RN obtiveram salários de até 100 mil reais no último mês. Com clima de salário atrasado no RN, a lista explodiu nos grupos de whatsapp.

Natal registra 418 assassinatos em 2017 e é a cidade mais violenta do RN

/

Do portal agora rn – ​Em 2017, o Rio Grande do Norte somou 1.647 homicídios até o final de agosto, mês mais violento do ano (226 assassinatos). Proporcionalmente, a capital potiguar – maio cidade do estado – invariavelmente registra o maior número dessas mortes. Em oito meses, Natal foi palco de 418 assassinatos, conforme dados do Observatório da Violência Letal Intencional do RN (Obvio).

Em Natal, a região administrativa que tem se mostrado mais violenta neste ano é a zona Norte. Nela, foram registradas 53 mortes em Nossa Senhora da Apresentação; 38 em Lagoa Azul; 29 em Pajuçara; 20 em Potengi; 20 na Redinha e 17 em Igapó, totalizando 230 mortes.

A zona Oeste vem em segundo lugar, com 35 mortes em Felipe Camarão; 28 em Quintas; 24 no bairro do Planalto; 14 em Bom Pastor e 14 em Dix-Sept Rosado – uma soma de 115 assassinatos. Além disso, o Obvio também contabilizou 12 mortes em Lagoa Nova (zona Sul); 12 em Mãe Luíza (zona Leste) e 11 em Ponta Negra (zona Sul).

Até o ano passado, levando em consideração o mesmo período o estado potiguar havia somado 1.310 mortes. O número atual corresponde a um aumento de 25,7%. Além dos 418 homicídios em Natal, Mossoró também recebe destaque negativo como segunda cidade mais violenta do estado com 155 homicídios em 2017. Logo em seguida, vem Ceará-Mirim com 111 mortes. Parnamirim aparece em quarto colocada com 110 mortes. São Gonçalo e Macaíba completam a lista com, respectivamente, 79 e 64 assassinatos neste ano.

Maia defende privatizações e questiona estabilidade no emprego público

/

Agência Brasil

O presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, defendeu nesta segunda-feira, 04, a privatização das empresas públicas durante o Fórum Exame, voltado a empresários, na capital paulista. “Não precisamos privatizar para zerar o deficit público, mas para ter certeza de que sabemos que, nas mãos do setor privado, [as empresas] são mais eficientes”, disse.

Maia levantou também a questão da estabilidade do emprego no setor público. “Existem áreas em que será necessária alguma estabilidade, outras não são necessárias”. O presidente em exercício citou como argumento para uma possível mudança no status dos servidores a falta de recursos para a Previdência pública não apenas em âmbito federal, mas também nos estados brasileiros.

Denúncia contra Temer

Sobre a análise de uma possível nova denúncia a ser oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, Maia disse que é importante que a questão se encerre rapidamente para não prejudicar a agenda de reformas.

Maia declarou que respeitará as decisões da PGR, mas que, se não houver embasamento, a denúncia será arquivada. A expectativa é que a Câmara dos Deputados aprecie a denúncia até o final de setembro. “Temos que começar a separar as coisas. A gente precisa que a Câmara tenha uma agenda de reformas permanente”, defendeu.

Reforma da Previdência

Segundo Maia, a previsão é de que a reforma da Previdência entre em votação em outubro e que a maior dificuldade será conseguir os votos necessários para a aprovação em primeiro turno. “O problema não é a data, é ter voto para votar. Hoje tem menos votos do que antes”, declarou. Ele calcula que, atualmente, não será possível alcançar mais que 280 votos, quantidade abaixo dos 308 necessários para uma mudança na Constituição.

Maia pretende reverter o cenário. “É questão de trabalhar e mostrar a urgência para os parlamentares”, disse. Ele afirmou que trabalha todos os dias no convencimento dos deputados no tema que, segundo ele, ainda é polêmico. “Aprovada a reforma da Previdência ainda este ano, o impacto na economia ano que vem vai ser muito forte e vai colaborar com a eleição de 2018”, defendeu.