Quem quer a continuidade da flexibilização da economia não pode vender falso cenário sobre a pandemia

O fim de semana em Natal foi marcado por super lotação dos espaços públicos. A população ouviu o recado de que já estava tudo bem de médicos e autoridades. Escutou os áudios e declarações no whatsapp sobre remédios preventivos e outros que curam. O povo não é culpado. Segue seus governantes.

É chegada a hora de falar a verdade, sem subterfúgios e falsas promessas sobre vitória diante da pandemia. Mostrar que não tivemos queda assustadora dos casos e da ocupação de leitos.

Sim, a melhora ocorreu, mas ainda é instável e tímida. Natal e grande Natal sempre estiveram com seus leitos ocupados acima dos 80%. O Hospital de Campanha de Natal acima dos 90%. Para a flexibilização do isolamento se manter, é preciso começar a trabalhar com a verdade.

Quem quer a manutenção da flexibilização não pode vender falso cenário por aí. O resultado é conhecido.

Nossas cadeias produtivas não aguentarão mais outro fechamento da economia. Dados recém publicados pela imprensa, mostram que 4 a cada 10 empresas fecharam durante a pandemia. Trabalhar com responsabilidade é preciso para que vidas e economia se encaixem em relação virtuosa.

Deixe um Comentário