Para Lula, Petrobras está acumulando verba para pagar acionista americano

Do Estadão – Enquanto o Brasil enfrenta o aumento nos preços do combustível, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o alinhamento dos preços do petróleo às cotações internacionais. Para o ex-presidente, o modelo beneficia apenas os acionistas da Petrobras, enquanto a população continua a ser a vítima da alta no preço do combustível. “São vítimas quando pagam o preço do combustível, e são vítimas quando pagam o preço do feijão no mercado”, disse.

Para o petista, o País pode ter preço próprio para o petróleo, de forma a diminuir impostos sobre o insumo. “Qualquer redução de imposto é necessária para a gente amenizar o sofrimento do povo brasileiro”, argumentou. O ex-presidente classificou como “irresponsável” a retórica do presidente Jair Bolsonaro, que joga a culpa do aumento do combustível em governadores. Nos últimos meses, Bolsonaro tem colocado o ICMS cobrado por Estados como o principal responsável pelo preço do combustível.

De olho em 2022, Lula diz que a proposta do PT para diminuir o preço do combustível seria a não subordinação ao mercado internacional. “Nós já fizemos isso e é plenamente possível fazer outra vez”, declarou.

Deixe um Comentário