Parabéns, deputados: continuaremos quebrados, vamos comemorar!

PARABÉNS, DEPUTADOS ESTADUAIS: CONTINUAREMOS QUEBRADOS, VAMOS COMEMORAR!
 
É um momento muito importante na história do Rio Grande do Norte. A parte estrutural do ajuste fiscal proposto pelo governo foi recusado pela Assembleia. Os deputados estaduais estão de parabéns. Não apenas eles, mas outros grupos também.
 
PARABÉNS, PODERES
 
É preciso parabenizar os representantes dos poderes. Afinal, conseguiram, através dos deputados e com uma boa pressão de sindicatos organizados, que venderam o ajuste como ruim, que o executivo continue a bancar por servidores cedidos. A coisa continuará a funcionar assim: o TJ, a AL, o TCE, o MP e a Defensoria levam policiais, servidores, técnicos, etc, e eles não serão descontados dos duodécimos dos poderes.
 
A porta foi aberta para que os poderes, que recebem os maiores repasses proporcionais entre os Estados do país, mantenham os seus inativos sustentados pelo executivo. Entre outras questões, não há recursos para pagar salários por isso.
 
Hoje, por exemplo, o Tribunal de Contas do Estado tem em caixa cerca de 50 milhões de reais, o que daria para pagar sua folha até dezembro de 2018. Que bobagem, não é não?
 
São grandes conquistas.
 
PARABÉNS, SERVIDORES
 
É fundamental felicitá-los pela manutenção da gratificação adicional por tempo de serviço. Ela foi extinta pela União em 2001 e os demais Estados, administrados do PT ao PSDB, ou já acabaram com ela ou atuam para tanto.
 
Aqui nas terras de poti, um ASG ganha acima de 5 mil reais e delegados se aposentam com vencimentos próximos do teto constitucional. Há outras práticas remuneratórias, digamos assim, exóticas não seguidas pelos Estados vizinhos, mas é uma besteira. Aliás, um diferencial nosso.
 
Na área de segurança, o orçamento subiu de 10% para consumir 15% das receitas. Mas por qual razão não são construídas mais delegacias e outros concursos não são feitos? Pelo simples fato dessa grana ser toda empregada em elevações de vencimentos.
 
No RN, aprendemos que tudo isso tem a ver com direitos e tal situação é tão normal quanto não ter dinheiro para prestar serviços públicos de qualidade aos cerca de 3,4 milhões de norteriograndenses.
 
PARABÉNS, MÁQUINA INCHADA
 
O governo retirou projetos apresentados aos deputados. É preciso entender o ato para saber suas consequências. Projetos são retirados, muitas vezes, porque o executivo sente que não terá votos para aprová-los. Mais conquistas vieram. Manteremos no rico RN uma secretaria de turismo e uma empresa pública de turismo. Poderíamos ter uma estrutura, apenas. Mas a pressão de quem se beneficia com essa lógica fez efeito. A Emgern continuará. Certamente, você nem sabe de sua existência e muito menos o que ela faz. E continuará assim. Um must.
 
PARABÉNS, CIDADE CAÓTICA E ATIVOS QUE SERVEM A MEIA DÚZIA
 
O terreno da Ceasa não será vendido. O lobby fez efeito. Aquela região permanecerá com o bom e revigorante caos de sempre e o Estado arcará com 5 milhões por ano para manter aquela estrutura suja, ultrapassada e monopolizada. Que coisa boa.
 
O centro de convenções ficará nas mãos do Estado para servir a quem de direito. Só não será a você, mas que besteira.
 
O ativo estatal continuará a ser o ativo de meia dúzia e um passivo para 3,4 milhões de pessoas. É uma felicidade.
 
PARABÉNS, GÁS GRATUITO PARA RICOS
 
A potigás continuará sendo do povo do Rio Grande do Norte. Na prática, porém, distribui gás subsidiado para um seleto grupo. É uma galera que já tem isenção fiscal e não receberia gás a um preço inferior ao valor de mercado em outros Estados. Certamente, você não está nele. Segundo seus defensores ou defensores de si próprios, é uma empresa estratégica. Pense como será bom você continuar a ler essa expressão linda por aí, como se fosse uma fala proferida por um mestre em desenvolvimento.
 
PARABÉNS, DEVEDORES
 
Conseguiram nos ensinar que fazer refinanciamento de dívidas é uma coisa ruim. O que importa que, só com os parcelamentos, pessoas físicas e jurídicas conseguem pagar seus pregos e a renegociação se constitua como uma prática recomendada geradora de resultados concretos no recebimento de débitos?
 
A dívida ativa do Estado continuará bem ativa, abarrotando o judiciário em disputas jurídicas. Dinheiro que é bom não entrará nos caixas do governo. Mas é algo a se comemorar. Afinal, Não estamos precisando mesmo.
 
PARABÉNS, ESTADO QUEBRADO
 
Em resumo, continuaremos quebrados, salários continuarão a atrasar e o rombo previdenciário irá inviabilizar o Ipern em não muito tempo. Serviços públicos continuarão como de sempre.
O doce e inebriante mundo da demagogia venceu.
 
Temos muito o que comemorar.

Deixe um Comentário