Pesquisa realizada pelo Instituto Seta em Natal mostra Álvaro Dias forte e espaço para o crescimento de candidaturas outsiders como a de BG

O instituto Seta publicou uma pesquisa realizada em Natal e que está veiculada nesse e em outros Blogs sobre a corrida eleitoral rumo a prefeitura em 2020. O levantamento foi feito entre os dias 21 e 22 de dezembro entrevistou 800 eleitores da capital do RN. O que a pesquisa aponta? Farei algumas notinhas tentando destacar os pontos mais relevantes.

ÁLVARO DIAS COM FORTE POSSIBILIDADE DE SE REELEGER

O prefeito Álvaro Dias segue com fortes possibilidades de reeleição. Em todos os cenários, fica em primeiro e isto não é o mais relevante no atual momento. O dado concreto também é que não se encontra mal avaliado e não tem alta rejeição. Como toda reeleição tem apelo plebiscitário – o eleitor se pergunta sobre a permanência ou não de quem administra -, a aprovação positiva e a baixa rejeição são indícios objetivos de vitória.

ESPAÇO PARA OUTSIDERS

Os demais candidatos dos grandes partidos não estão se preparando, montando um discurso para a campanha sobre os problemas da cidade. Diante de tal cenário, há espaço no pleito municipal para nomes que não são da classe política. Os 5% atingidos pelo comunicador Bruno Giovanni (BG) são sinal do que foi dito acima. Em um dos cenários, ele chega a ficar em terceiro colocado. Não é pouca coisa.

ELEITOR DO PT CARENTE

Mesmo dizendo que não será candidata, a deputada federal pelo PT Natália Bonavides fica em segundo lugar em um dos cenários em que seu nome foi colocado. Nas demais simulações esse eleitor não mais se posiciona. Ele fica carente. Um candidato do PT – e da governadora Fátima Bezerra que é mais aprovada do que reprovada na cidade – tem tudo para atingir uma boa votação.

BOLSONARISMO ATOLADO

No que concerne as avaliações de governo, é o presidente Bolsonaro o pior aprovado entre as três instâncias (municipal, estadual e federal). Isto significa dizer que não terá chances de vitória aquele se abraçar única e exclusivamente com a bandeira do bolsonarismo. O eleitor quer resolver problemas locais – a saúde, por exemplo, apontada como principal entrave hoje de Natal – e não ingressar numa disputa ideológica caracterizada como pouco resolutiva, conforme a pesquisa.

DOIS ELEITORES

A governadora Fátima Bezerra e o ex-prefeito Carlos Eduardo foram apontados como as principais lideranças políticas de Natal. Penso que desempenharão um papel de relevo no pleito de 2020.

PLANO DIRETOR

Apesar da gritaria de grupos minoritários, 4/5 da população de Natal não liga para o debate de revisão do plano diretor. Porém, os 20% que acompanham querem majoritariamente a modernização do plano.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Metade da população não acompanha o debate sobre reforma da previdência do RN, algo que o governo estadual já admitiu que irá empreender. Os demais se dividem sobre a aprovação ou não da medida. Estamos falando, na prática, da resistência de 25% da sociedade. A necessária ação para o equilíbrio das contas do Estado não enfrentará grandes resistências. A reforma está menos mal avaliada do que imagina seus críticos.

Deixe um Comentário