Policiais sustentam indicativo de greve para o próximo dia 17

Sem acordo entre Governo do RN e associações de militares, em reunião que aconteceu hoje (6), os policiais e bombeiros seguem com a promessa de paralisação a partir do dia 17 de junho.

Os militares reclamam de perdas salariais nos últimos cinco anos de 60,49%. Além disso, lembram que há três folhas abertas e promoções já efetivadas, mas que seguem sem serem pagas.

O interessante é que policial militar não pode fazer greve. Porém, desde o governo Robinson, quando o precedente foi aberto, o assunto é tratado com naturalidade, como se não fosse ilegal.

Falar isto não significa diminuir a importância dos pleitos da polícia, vale lembrar.

Deixe um Comentário