PT/RN valida reeleição de Fátima Bezerra e aliança político-eleitoral

PT/RN valida reeleição de Fátima Bezerra e aliança político-eleitoral

O Partido dos Trabalhadores do Rio Grande do Norte realizou seu Encontro de Estratégia Eleitoral 2022 neste domingo (29). O presidente Júnior Souto coordenou os trabalhos.

Reunidos durante todo o dia, 130 delegados e delegadas eleitos no último PED (Processo de Eleições Diretas do PT) aprovaram cinco resoluções que irão nortear a legenda no pleito deste ano, entre elas a que validou o projeto de reeleição da governadora Fátima Bezerra para o RN continuar avançando, as alianças político-eleitorais com MDB e PDT, o fortalecimento das candidaturas majoritárias e a unidade partidária com a finalidade de combater o fascismo.

O Encontro contou com a participação virtual do vice-presidente nacional do PT, Marcio Macedo, da governadora Fátima Bezerra, do senador Jean Paul, da deputada federal Natália Bonavides, do deputado federal diplomado Fernando Mineiro, dos deputados estaduais Francisco do PT e Isolda Dantas e de dirigentes de todo o estado. Participaram também o deputado federal Walter Alves e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo, que serão candidatos, respectivamente, a vice-governador e a senador na chapa capitaneada por Fátima Bezerra.

Na ocasião, a governadora contou aos companheiros de partido sobre sua história de vida e sobre seu governo: “O povo não quer saber se pegamos o Estado quebrado, se enfrentamos Bolsonaro e a pandemia; o povo quer respostas aos seus problemas. Temos um governo de muitos avanços, que tirou o RN do buraco, colocou as contas em dia, pagou R$1 bilhão de dívidas com servidores, recuperou a capacidade de investimento, realizou concursos, conteve o caos que vivíamos na segurança pública, investiu na regionalização da saúde, entre muitos outros legados. Chegar até aqui não foi fácil, mas sabemos que temos muito ainda por fazer. Começamos a arrumar a casa e temos de dar continuidade a esse projeto, dessa vez com Lula presidente.”

A governadora falou ainda sobre a importância da eleição de Lula para o país e sobre a política de alianças do PT nacional e estadual. “Nem Lula, nem nós acreditamos que as divergências irão se dissipar por meio simplesmente de uma aliança. Não há nessa posição nenhuma ingenuidade. O que há é um chamado à união dos que defendem a democracia. No RN temos um futuro que já começou. E a aprovação, neste encontro de tática, da chapa com Carlos Eduardo para o senado e com Walter Alves para vice, é um passo muito importante para seguirmos disputando os rumos da história”, finalizou.

Deixe um Comentário