Qual o papel que se espera da Petrobrás no RN?

Tenho dificuldade de me posicionar diante da paulatina saída da Petrobrás do RN. Conforme informações que circulam na imprensa, a empresa ficará aqui até agosto de 2020, encerrando depois disso suas operações em terras potiguares. Os campos disponíveis serão repassados para outras empresas privadas do setor. Não é de hoje que a Petrobrás vem alegando que ficou pouco atrativo investir no nosso estado. Mas algo é certo: não é possível cobrar que a Petrobrás atue como uma organização de mercado, não raro, até defendendo sua privatização; e, ao mesmo tempo, querer que ela fique no RN por pressão política de quem quer que seja. Em suma, é preciso decidir qual o papel que dela se espera. Do contrário, ficaremos girando no mero oito da contradição de oportunidade.

Deixe um Comentário