Reitor da UFRN, Daniel Diniz, publica carta aberta e apresenta realizações da universidade, recomendações e perspectivas para o futuro

Natal, 22 de março de 2020.

Vivemos um momento particularmente difícil, com a chegada do novo coronavírus (Covid-19), que tem afetado a todos nós e a cada família brasileira, numa ocorrência que – por seu caráter de pandemia – verifica-se hoje em todos os lugares do mundo. 

Na UFRN, bem no início da crise, criamos o Comitê Covid-19, formado por especialistas nesta área de conhecimento para nos assessorar nas decisões tomadas pela instituição. Atendendo sua recomendação, suspendemos por tempo indeterminado, as aulas, os eventos e, em seguida, todas as atividades presenciais não essenciais.  Sabemos o quanto isso afeta as vidas de todos nós. Mas essa foi uma medida necessária para diminuir o convívio social enquanto durar o risco de transmissão do vírus.

A UFRN segue cumprindo sua missão institucional de compromisso com a sociedade, atuando em várias frentes para apoiar o enfrentamento dessa crise. Os nossos três hospitais universitários são parte do esforço conjunto em todo o estado, no combate ao novo coronavírus.  O Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas está realizando exames de arboviroses para reduzir a demanda do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte. Outro esforço, coordenado pelo Instituto de Medicina Tropical (IMT-UFRN), consiste na busca de aquisição de insumos necessários para iniciar testes do Covid-19.  Além disso, uma linha de teleatendimento está sendo avaliada para implementação pelo IMT para informar e tirar dúvidas da população.  

Estamos também buscando alternativas para a produção de álcool no Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos (Nuplam-UFRN) e no Departamento de Farmácia.  Várias outras medidas podem ser tomadas, a exemplo da iniciativa do Departamento de Nutrição e do Programa de Pós-Graduação em Nutrição, que elaboraram uma cartilha nutricional de orientações de enfrentamento ao coronavírus. Ações como essas são muito importantes e exemplificam como a nossa diversidade de áreas de conhecimento permite contribuir de diferentes maneiras.

Não é possível ainda saber quando nossas atividades poderão ser retomadas. Por oportuno lembramos que ficar em casa e evitar contato físico com as pessoas é também uma maneira de ajudar e conter a disseminação do vírus.  Portanto, pedimos a manutenção do diálogo pelos diversos canais de comunicação, em especial por meio dos nossos sistemas.

Por fim, queremos registrar os nossos sinceros agradecimentos aos servidores dedicados dos nossos hospitais, que estão e continuarão à frente deste enorme esforço de atendimento à população, bem como a todos os outros que mantêm as atividades essenciais.

Reiteremos a necessidade de ressaltar que o momento exige ainda mais solidariedade de cada um de nós.  Estamos confiantes de que superaremos unidos este momento e que dele haveremos de sair mais fortes. 

Agradecemos a compreensão de cada um e reforçamos que a UFRN continuará à disposição do nosso estado e do nosso país.

José Daniel Diniz Melo

Reitor

Deixe um Comentário