Rio Greve do Norte

A ausência de definição sobre parte do décimo de 2017, o de 2018 e os salários de novembro e dezembro pode gerar uma onda de greves no RN.

A polícia civil e o itep já pararam. Os auditores fiscais também cruzaram os braços. Outras categorias já avaliam ingressar no paredismo.

Deixe um Comentário