Próximo do colapso, RJ começa a planejar tabela de pontuação para escolha de quem terá acesso à UTI

O Rio de Janeiro se aproxima do colapso, conforme matéria publicada hoje pelo Jornal O Globo. Na capital não há mais vagas para os que necessitam de Unidade de Terapia Intensiva. Pensando em retirar o peso da escolha dos profissionais de medicina, a secretaria de saúde elabora uma planilha de pontuação para organizar a fila de acesso aos leitos.

Trata-se de uma tabela que vai 0 até o 24. Quem menos pontua chegará a uma UTI mais rapidamente.

Os critérios negativos são basicamente três – idade, funcionamento de órgãos e doenças preexistentes:

  1. 0-40 anos não pontua. Mais de 61 vai para o fim da fila;
  2. Caso não tenha o funcionamento normal de algum órgão dado negativo;
  3. O mesmo vale para comorbidades (hipertensão, diabetes, etc).

É uma escolha de sofia e, se vier a ocorrer, morrerá gente que poderia se salvar caso tivesse acesso a um tratamento digno. Para que a situação não piore ainda mais, fique em casa. É o único modo de desacelerar o contágio e permitir que todo mundo tenha acesso ao serviço de saúde.

Deixe um Comentário