Rolando Guedes Lero

O ministro da economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil vai partir na frente na economia já em outubro de 2020.

Em contraposição ao otimismo guedista, o Fundo Monetário Internacional divulgou ontem que o Brasil deve ficar atrás no processo de recuperação pós-pandemia de 90% dos países do mundo. Razão: crise política e sanitária.

Guedes segue devendo maiores explicações sobre as promessas de zerar o defícit em 2019, criar milhões de empregos e entregar os mais de 40 milhões de testes que ele disse que ia conseguir com o amigo inglês no início da pandemia, para combater o coronavírus.

Deixe um Comentário